Após registrar ano de queda, exportação pode crescer até 20% em 2016

As exportações de US$ 8,030 bilhões, em 2015, do setor de máquinas e equipamentos refletem queda de 16,2% comparado ao ano anterior, aponta o relatório Indicadores Conjunturais da Indústria Brasileira de Bens de Capital Mecânicos de 2015 realizado pela ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos). Por outro lado, começa ser desenhada uma inversão na curva de vendas externas com o crescimento de 29,1% em novembro e 14,1% em dezembro passados. Aliás, o último mês de 2015 foi especialmente positivo, pois todos os setores apresentam alta, exceto o de máquinas para infraestrutura.

“Com o câmbio na casa dos R$ 4, voltamos a competir lá fora. Porém, é preciso ficar atento, pois a demanda mundial tem reduzido investimentos. Além disso, bens e capital não são vendidos sem financiamento e o Brasil não tem esse recurso para oferecer de modo que a exportação seja competitiva”, afirma Mário Bernardini, assessor econômico da presidência da ABIMAQ. Dadas as condições econômicas e políticas apropriadas, ele acredita que o setor cresça entre 15% e 20% no mercado externo.

As exportações para a América Latina ganharam participação (41,6%) quando comparadas com 2014, porém mais em função da queda da Europa (18,7%) do que pelo seu próprio crescimento. Ainda de acordo com o relatório, para os Estados Unidos, manteve-se a trajetória crescente (18,2%) justificada pela retomada da atividade industrial.

http://feimec.com.br/infografico-18-passos-para-comecar-a-exportar

Compartilhe nas redes sociais!