Indústria 4.0 by TOTVS

Por que a Indústria 4.0 caminha junto com a personalização?

Muito tem se falado do conceito de Indústria 4.0 e das vantagens que ela pode trazer em termos de produtividade e redução de custos. No entanto, essa verdadeira revolução industrial vai muito além das mudanças no processo produtivo.

Por meio de tecnologias interconectadas, da Internet das Coisas e do Big Data, será possível tornar a manufatura mais inteligente e autônoma. Com isso, os processos de fabricação vão ser mais personalizados e com a habilidade de se adaptar em tempos reais.

O resultado vem em experiências e produtos que os consumidores realmente precisam e desejam. Em outras palavras, a Indústria 4.0 vai levar a personalização para outro nível, tornando os produtos e serviços extremamente relevantes para cada indivíduo.

Como a personalização será possível na Indústria 4.0?

As novas tecnologias que estão sendo e ainda serão incorporadas nas fábricas permitem a coleta e análise de uma enorme quantidade de dados, que vão abranger toda a cadeira de produção, bem como a demanda de consumo e, até mesmo, os hábitos dos clientes.

A Manufatura Avançada, como também é chamada na Indústria 4.0, terá em sua base a análise de dados valiosos e com o poder de melhorar a cadeia de valor.

Ao mesmo tempo, as novas tecnologias para a produção permitirão às indústrias maior flexibilidade para que seja possível se adaptar às demandas do mercado de forma rápida e com baixo custo. Dessa forma, a personalização em massa vai começar a ser uma realidade nas fábricas.

Na Indústria 4.0, todo o negócio se tornará centrado no consumidor. Afinal, essa é uma exigência que já começa a surgir nos mercados, tornando ainda mais necessário encontrar uma solução que seja eficaz para os negócios e, claro, que não aumente o tempo ou os custos de produção.

Prototipagem rápida com menos materiais

Se toda essa ideia de personalização ainda parece muito complexa e cara para você, é chegado o momento de entender mais a fundo como o processo se dá na Indústria 4.0.

Na “fábrica do futuro”, será possível desenvolver protótipos e produtos acabados por meio da tecnologia de fabricação aditiva, ou seja, com a impressão 3D. A tecnologia reinventa totalmente a forma como as empresas podem produzir e entregar os seus produtos.

Ao contrário dos métodos tradicionais, a impressão 3D fabrica os produtos por meio de impressões sucessivas de camadas. Com isso, o desperdício de matéria-prima é menor e, consequentemente, o custo também diminui.

Outro grande benefício desse formato está no fato de que o processo de impressão é totalmente guiado por um arquivo digital. Essa nova metodologia de trabalho dá mais flexibilidade para os designers e engenheiros, possibilitando projetos mais arrojados e com custos menores.

Tudo está conectado

Ainda é importante destacar que a base na Internet das Coisas fará com que toda a fábrica esteja interconectada na Indústria 4.0.

Será possível, por exemplo, acoplar e desacoplar módulos de produção para que os produtos sejam desenvolvidos sob demanda. Esse formato de trabalho em módulos também vai trazer mais flexibilidade para a indústria.

Na Indústria 4.0, todas as máquinas e pessoas estão conectadas, os processos são descentralizados e a tomada de decisões é mais ágil. Com isso, a tecnologia será utilizada de forma a otimizar processos, reduzir custos, trazer mais flexibilidade à produção e, claro, personalizar produtos e serviços.

Uma verdadeira revolução está por vir! Você está preparado? Ficou com alguma dúvida? Escreva nos comentários e compartilhe com colegas da área.

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *