Padronizar o processo produtivo aumenta a produtividade na pequena indústria

A padronização é a base para estruturar uma política de qualidade. É a capacidade de fazer sempre o melhor produto final, sem desperdício de tempo ou de recursos. Para tal, é fundamental a garantia da segurança de todos os trabalhadores envolvidos na linha produtiva e a criação de uma cultura de qualidade dentro da organização.

Quando a indústria adota a padronização, ela busca organizar suas rotinas produtivas a fim de aumentar a competitividade, a produtividade e sua lucratividade. Isso requer do pequeno empresário o planejamento, a criatividade e a flexibilidade para abandonar processos obsoletos e propor novas formas mais produtivas de trabalho.

Para Paulo Sandres, consultor do SENAI, é fundamental que as empresas comecem a registrar todos os procedimentos da sua linha de produção. “Em empresas pequenas, principalmente, como dificilmente existe algum processo documentado, quando aquele operador muito experiente é removido ou transferido, elas ficam órfãs de todo o conhecimento que este operador tinha e que foi adquirido ao longo dos anos”, alerta Paulo.

Dessa forma, a documentação de procedimentos ou processos produtivos se torna uma importante forma de manter todo esse conhecimento com a empresa. Esse é um dos grandes benefícios da padronização do processo produtivo. Confira, a seguir, outras vantagens que essa iniciativa pode trazer para a sua indústria.

Como o sistema pode ser aplicado de modo benéfico para a empresa?

O gerenciamento da rotina de trabalho e a elaboração de processos formalizados é a base para a sistematização da indústria e da sua linha produtiva. Saiba, a seguir, as fases para implementação de uma boa gestão e padronização de processos:

  1. Planejamento

Nesta fase inicial, busca-se fazer um levantamento de toda a documentação disponível na organização, identificar os processos (primários, de gestão e de apoio) e definir indicadores de desempenho.

  1. Análise

Análise detalhada da documentação e de como os processos estão sendo executados na linha produtiva para, a partir daí, fazer uma avaliação do que poderia ou precisa ser melhorado.

  1. Desempenho

É a fase da decisão. Ciente das falhas, este é o momento para alinhar os processos com os objetivos estratégicos da empresa e fazer simulações de cenários, incluindo as melhorias necessárias.

  1. Implantação

Colocar em ação os processos definidos na forma de um fluxo de trabalho. Para essa fase, algumas indústrias utilizam tecnologias e softwares específicos para documentar essa implantação e auxiliar nas etapas seguintes.

  1. Monitoramento

Neste momento, é importante acompanhar se os processos estão, realmente, atingindo os objetivos estabelecidos. Os indicadores mais comuns para esse monitoramento são: custo, tempo, produtividade e qualidade.

  1. Refinamento

Pequenos ajustes sempre serão necessários e é a partir desse refinamento que a indústria pratica a melhoria contínua. O foco deve estar sempre no aumento do desempenho, da competitividade e no atendimento das necessidades dos clientes.

Os benefícios da padronização do processo produtivo

Existem vários benefícios oferecidos pela padronização para a pequena indústria. Dentre eles, podemos citar:

Controle do processo

Os colaboradores podem receber treinamentos padronizados para a condução dos processos de uma linha produtiva. Nas eventuais trocas de funcionários, a expertise do processo não se perde. “Essa documentação serve como uma espécie de método para todo novo funcionário que entrar na indústria. É claro que isso não é uma garantia, mas a organização consegue ter um manual de boas práticas para novos operadores que ainda não estão acostumados com os procedimentos de sua linha produtiva”, afirma o consultor do SENAI.

Aumento da produtividade

A padronização permite prever problemas, reduzir perdas e estabilizar processos. Com o aperfeiçoamento das técnicas de produção ocorre, gradativamente, o aumento da produtividade da indústria.

Qualidade dos produtos

Com processos organizados e padronizados, fica mais fácil garantir um aumento da qualidade no produto final, atendendo às expectativas do cliente da melhor forma possível.

A padronização de processos produtivos fundamenta-se na elaboração de rotinas produtivas formalizadas quanto às atividades executadas em uma unidade industrial. Ela favorece uma redução nas taxas de erros e refação de trabalhos, por meio da implementação de uma cultura de “acerte já na primeira vez”, o que garante um incremento de produtividade e da qualidade no processo produtivo.

Quer ficar por dentro de outras novidades e dicas de gestão industrial? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo para conferir outras informações sobre o segmento. 

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *