Receita da indústria de bens de capital mecânico cresce com exportações

De acordo com indicadores apresentados pela ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos nesta terça-feira (dia 3), primeiro dia da FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, as exportações ajudaram a indústria brasileira de bens de capital mecânicos a registrar crescimento na receita pelo segundo mês consecutivo, na comparação com o mês anterior: +34,9% em fevereiro e +12,3% em março.

Em relação ao mesmo mês de 2015, porém, o setor registrou queda de 32,6%, enquanto que os R$ 16 bilhões de vendas acumulados do primeiro trimestre do ano representam retração de 30,9% sobre mesmo período do ano passado.

Para o presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ, Carlos Pastoriza, os números refletem o quanto a situação indefinida na política continua afetando a economia. Por outro lado, da mesma forma que a feira Agrishow, promovida pela entidade na semana passada, o dirigente acredita que a FEIMEC vai apresentar um volume de negócios surpreendente.

“A reversão da recessão começa pelo aumento do consumo, assim que a renda das famílias deixar de cair. O setor está otimista, pois a FEIMEC acontece nesse momento de inflexão”, destaca Pastoriza. Ele acredita que 2016 é um ano de sinalização da retomada da economia, e que o País voltará a crescer nos próximos anos.

O presidente do conselho da ABIMAQ destacou também as oportunidades oferecidas com a advento da Indústria 4.0 (Manufatura Avançada) no País e no mundo. “Será um salto tecnológico, que vai provocar a troca de equipamentos e abrir várias janelas de oportunidade”. 

Compartilhe nas redes sociais!