Indústria 4.0 by TOTVS

10 sinais de que Machine Learning está revolucionando a indústria

Entenda o que é Machine Learning e como essa tecnologia da Indústria 4.0 está colaborando para tornar as empresas mais produtivas e ágeis

Na Indústria 4.0, as máquinas inteligentes e a tecnologia estão revolucionando a cadeia produtiva e, até mesmo, o relacionamento com consumidores – e o Machine Learning é uma dessas fortes tendências da transformação digital que tem muito a oferecer ao negócio.

Entenda, a seguir, o que é o Machine Learning e descubra como ele pode agregar para a indústria.

O que é Machine Learning

Em tradução livre, o Aprendizado de Máquina é a prática de desenvolver softwares utilizando algoritmos com métodos e técnicas estatísticas que, aplicados a uma massa de dados, permitem extrair padrões (aprendizado), como explica Carlos Eurico Pittas do Canto, CEO da Propus Data Science. “Esses padrões, por sua vez, são usados para fazer previsões ou determinações acerca de alguma situação ou cenário dos mais variados assuntos e setores do mercado”.

Carlos Eurico explica que, ao invés de implementar um software com um conjunto específico de instruções para completar uma tarefa em particular, a máquina é “treinada” usando uma quantidade grande de dados e algoritmos, que dá a ela a habilidade de aprender como executar a tarefa.

“No campo da análise de dados, o aprendizado de máquinas é um método usado para planejar modelos complexos e algoritmos que fazem análises preditivas. Esses modelos analíticos permitem que pesquisadores, cientistas de dados, engenheiros, e analistas possam produzir decisões e resultados confiáveis e repetíveis, e descobrir os insights escondidos por meio do aprendizado das relações e tendências históricas nos dados”, explica.

10 vantagens do Machine Learning para a indústria

1 – Manutenção preditiva

O Machine Learning ajuda a prever a necessidade de manutenção de acordo com os dados enviados pela linha de produção, uma das grandes vantagens da Indústria 4.0. Dessa forma, é possível realizar manutenção preventivas, evitar paradas e minimizar prejuízos e desperdícios.

2 – Controle de qualidade

Com a tecnologia, é possível implementar aplicações para distinguir peças boas de ruins usando algoritmos de visão computadorizada, explica Carlos Eurico: “ganha-se tanto em precisão quanto em velocidade”.

3 – Cadeia de suprimentos

Otimizar a cadeia de suprimentos é uma das grandes vantagens do Machine Learning na Indústria 4.0. “Com o Machine Learning, compradores e fornecedores podem colaborar de forma a reduzir falhas de estoque, aperfeiçoar a precisão das previsões e, ainda, melhorar os prazos de entrega”, aponta o especialista.

4 – Estoque

Como o Machine Learning permite criar modelos da cadeia de suprimentos, a previsão de demanda e de compra se torna mais precisa.

“O nível de segurança de estoque pode ser adaptado para ficar o mais próximo possível do necessário, sem prejudicar processos nem aumentar gastos na tentativa de manter um estoque alto”, explica Carlos.

5 – Segurança

A segurança dos dados é um dos grandes desafios da Indústria 4.0. Afinal, esse será o grande “pote de ouro” dessa nova era por centralizar todas as informações valiosas para a empresa.

“Uma vez treinado para identificar o comportamento habitual, o Machine Learning pode distinguir ameaças. Assim, o monitoramento constante da rede corporativa permite saber como os dados e os equipamentos são usados pela organização (perfil de acesso, aplicativos usados e intensidade do tráfego de rede)”.

6 – Tomadas de decisão

O Machine Learning e outras tecnologias da Indústria 4.0 vão munir os gestores com dados corretos, qualificados e em tempo real. Dessa forma, as estratégias e decisões poderão ser adotadas com embasamento e não mais de forma intuitiva.

“O Machine Learning permite previsões mais assertivas baseadas em dados reais com mais chances de levar a ações vantajosas para a organização”, complementa.

7 – Logística

Otimizar as entregas e rotas é um grande desafio para as empresas, tornando a atividade demorada e custosa. Com os sistemas de aprendizagem, é possível identificar alternativas eficientes e econômicas para a logística, tornando o processo muito mais competitivo.

8 – Negociações

Imagine identificar padrões no mercado para comprar baixo e vender alto? Isso é possível com o Machine Learning, que também identifica padrões e oportunidades no mercado com base nas atividades realizadas no passado.

9 – Atendimento ao cliente

O Machine Learning também tem muito a contribuir com o atendimento ao cliente. Com os Bots é possível interagir com clientes de forma natural, levantar o histórico do atendimento e tornar o processo mais produtivo e eficaz, aumentando, assim, os níveis de satisfação.

10 – Robôs

Apesar de essa parecer uma mudança muito significativa, com a Indústria 4.0 ela está muito perto de acontecer. Associados ao Machine Learning, os robôs desenvolveriam novas habilidades e poderiam aprimorar seu funcionamento, se tornando mais úteis para os humanos e para as empresas.

E na sua indústria, como é percebido o Machine Learning? Ficou com alguma dúvida? Escreva nos comentários e até a próxima. 

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *