Indústria 4.0 by TOTVS

5 exemplos de aplicação da Indústria 4.0

Conheça 5 ótimos exemplos para compreender melhor a aplicação da Indústria 4.0

O conceito de Indústria 4.0 promete o aumento da produtividade, eficiência e lucratividade das empresas por meio de tecnologias digitais para o gerenciamento de dados.

Mauro Spinola, professor e consultor da Fundação Vanzolini em projetos de avaliação e melhoria de processos de sistemas em empresas industriais e de serviços, explica que a Indústria 4.0 é vista, por muitos estudiosos, como a 4ª Revolução Industrial, e, por outros, como uma evolução natural da integração de sistemas. 

“Atende às necessidades cada vez mais individualizadas dos clientes, passando pelo pedido, desenvolvimento, fabricação, entrega, reciclagem e serviços relacionados ao produto”, afirma o especialista.

Mas de que forma este conceito é aplicado na prática? Como as empresas estão utilizando a Indústria 4.0 para melhorar seus processos internos? Confira, a seguir, 5 exemplos práticos de aplicação da Indústria 4.0 para melhorar o funcionamento e a eficiência dos processos industriais. A fim de preservar as empresas, será apresentado apenas o ramo de atuação.

1 – Monitoramento do tempo dos ciclos

Uma multinacional de engenharia e eletrônica apresenta um caso com o desafio da necessidade de realizar o monitoramento contínuo dos dados relativos às máquinas de usinagem de uma empresa, que eram armazenados pelo sistema dos equipamentos e checados apenas uma vez por dia. Utilizando um software para a conexão das máquinas ao sistema da indústria, os gestores, agora, são capazes de observar o status da produção em tempo real, além de alterar os parâmetros das máquinas de acordo com a demanda.

2 – Manufatura conectada na Indústria 4.0

Uma líder em tecnologia de brunimento utiliza o monitoramento em tempo real de sua produção através da nuvem para otimizar seu processo de manufatura.

Além de melhorar a eficiência da sua produção, as tecnologias digitais utilizadas pela empresa também permitem que os clientes vejam dados em tempo real a respeito do funcionamento das máquinas antes de realizar seu pedido. Dessa forma, eles se atualizam com informações de sua produção para se assegurar de que ela atenda os requisitos do consumidor para precisão e eficiência.

3 – A Internet das Coisas para manutenção preditiva

Uma fornecedora líder em robôs industriais está atuando no segmento de automação, criando robôs e sistemas para utilização na área de manufatura de outras indústrias. Seus produtos utilizam a Internet das Coisas não apenas para receber protocolos industriais de funcionamento, mas, também, para realizar serviços de manutenção preditiva monitorando os sensores dos robôs. Assim, o tempo de manutenção é reduzido, o que diminui as perdas na produção e mantém a efetividade da empresa.

4 – Realidade Aumentada para operações e treinamento

A parte mais difícil no treinamento dos funcionários de uma indústria é apresentar novos processos aos trabalhadores. Uma empresa líder no mercado de automatização no Uruguai  facilita essa questão com uma plataforma que utiliza a realidade aumentada para propiciar a visualização dos novos processos.

Além disso, o software pode, também, ser utilizado para que as equipes de planejamento transfiram informações de diversos tipos de operações para os operadores das máquinas, simplificando instruções e processos complexos.

5 – Monitoramento da qualidade dos produtos

Na linha de produção das válvulas hidráulicas, elas devem passar por uma série de testes para assegurar a qualidade do produto sendo fabricado. O óleo utilizado para a realização destes testes precisa, também, ser analisado quanto à sua pureza, para que atenda às normas de qualidade do produto.

Adaptando máquinas já existentes e as conectando à Internet das Coisas, a empresa multinacional de engenharia e eletrônica ajudou seu cliente a transformar o que era um processo manual e que demandava tempo e recursos em uma solução de monitoramento contínuo e manutenção automatizada – o que resultou em menores custos de manutenção, simplificação do processo e aumento na efetividade da produção.

“É certo que a Indústria 4.0 compreende um novo nível de organização e controle sobre toda a cadeia de valor do ciclo de vida dos produtos. A chave está na ampla disponibilidade das informações relevantes em tempo real, que permite plena conexão da cadeia de valor”, conclui Spinola.

Você já conhecia essas formas de aplicação da Indústria 4.0? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário e até a próxima. 

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *