Indústria 4.0 by TOTVS

Automação da indústria: os motivos para utilizar o sistema MES

Conheça a solução MES e veja como ele colabora para dar um importante passo na automação da indústria e, assim, obter os benefícios da Indústria 4.0

A automação da indústria tem sido um tema cada vez mais debatido e buscado. Afinal, com a transformação proposta pela Indústria 4.0, tornar as fábricas mais autônomas e produtivas é uma necessidade emergente.

Nesse cenário, integrar o planejamento da produção e o controle do processo produtivo é uma tarefa fundamental. Afinal, o gestor não pode mais atuar com lacunas entre diferentes sistemas, uma vez que esse é um grande entrave para não conseguir otimizar ou diminuir os desperdícios e atrasos na linha de produção.

Quer entender melhor como eliminar esses problemas e atuar mais ativamente na automação da indústria? Acompanhe.

Otimização da produção em tempo real

As paradas de máquinas são um grande problema das indústrias. Afinal, elas interrompem a produção de forma inesperada e, com isso, causam um enorme desperdício de tempo e dinheiro.

Identificar as causas que levam a essas paradas e, assim, atuar na prevenção delas é o primeiro passo para adotar a Indústria 4.0 e eliminar altos custos da produção.

Para tanto, é preciso ter uma visão integrada entre o que foi planejado e o que está sendo executado – e, nesse sentido, o MES (Manufacturing Execution Systems) tem muito a colaborar.

MES compreende os sistemas que gerenciam os processos produtivos do chão de fábrica. Com ele, os gestores conseguem avaliar se o planejado está sendo cumprido e, assim, notar desajustes em tempo real. Dessa forma, é possível adotar medidas corretivas antes que a fábrica pare ou surjam problemas que comprometam a qualidade ou entrega das mercadorias.

Características do MES

A boa notícia é que o MES é um sistema híbrido, ou seja, ele consegue atuar em conjunto com outros softwares e hardwares, uma importante característica para a automação da indústria.

O MES ainda funciona em conjunto com o ERP. Assim, é possível trocar informações e comparar o que foi planejado com o que está sendo executado. Por fim, ele realiza a implantação modular, outro aspecto essencial na Indústria 4.0. Com isso, os investimentos são reduzidos e é possível acoplar recursos extras de forma independente.

Benefícios do MES para a automação da indústria

1 – Maior visibilidade do chão de fábrica

Com a implantação do MES, as informações de fluxo e estocagem de matéria-prima, paradas não programas das máquinas e ociosidade de equipamentos são coletadas em tempo real. Todos esses dados são armazenados e processados pelos softwares, de forma que o gestor tem acesso a gráficos e análises do processo produtivo atual e do passado.

Essa visão precisa e abrangente do processo produtivo permite avaliar o tempo de parada e setup dos equipamentos, bem como a velocidade da produção e a disponibilidade deles.

Juntos, esses dados permitem identificar com antecedência se o padrão de qualidade do produto será atingido. Dessa forma, é possível tomar medidas preventivas para corrigir inconformidades e evitar desperdícios.

2 – Redução de custos

A Indústria 4.0 traz como grande benefício a redução de desperdícios e custos. Com o acompanhamento de cada etapa do processo produtivo, o MES possibilita identificar onde as perdas estão acontecendo.

Normalmente, o acúmulo de estoque de produtos e de matérias-primas costuma ser um dos grandes pontos de desperdícios. E isso acontece justamente pela necessidade de deixar a fábrica preparada para eventuais paradas que impedem o cumprimento dos prazos.

Com o MES, é possível controlar a movimentação dos materiais e o consumo real de cada máquina. Assim, os desvios entre produção e consumo no próprio turno de trabalho são corrigidos, além de ser possível enviar todos esses dados para o ERP e, com isso, ter uma visão gerencial de todo o processo.

3 – Maior controle das paradas

As falhas e paradas das máquinas são grandes vilões da produtividade. Normalmente, o desempenho e o tempo real de produção ficam muito abaixo do planejado justamente por essas interrupções.

Com o MES, é possível entender melhor o tempo para a produção e a frequência real de disponibilidade dos equipamentos. Assim, fica mais fácil aumentar a eficiência com atividades que vão reduzir as paradas e as perdas de disponibilidade.

Em resumo, o MES representa um importante passo para a automação da indústria. Por meio da captura de dados, ele torna possível tomar decisões eficazes e ágeis e, assim, corrigir perdas e paradas desnecessárias.

Que tal conhecer melhor a solução? Baixe o nosso e-Boook e veja como a sua empresa pode iniciar a jornada para a automação da indústria neste momento 4.0!

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *