Gestão

Checklist da manutenção preventiva industrial; confira

Já falamos diversas vezes por aqui sobre a importância da manutenção preventiva para o andamento da produção industrial brasileira. Afinal, quem a segue à risca passa a ter o poder de evitar que máquinas parem inesperadamente no chão de fábrica, prejudicando, assim, os ciclos de entregas.

Apesar disso, o desenvolvimento de um plano para colocar em prática ações preventivas é, muitas vezes, uma das maiores fontes de dúvidas dos gestores técnicos da indústria.

“Nos últimos anos, a manutenção preventiva tem sido auxiliada por técnicas preditivas como o monitoramento periódico de vibrações, que precisa ser desenvolvido para que, além de prevenir, possa se prever a necessidade antecipada de intervenção no equipamento – ou seja, fazer a chamada manutenção preditiva”, esclarece José Cristiano Daudt, diretor-presidente da Antares Acoplamentos.

Justamente por isso, fazer um checklist é fundamental. Só que antes de qualquer coisa, é preciso levantar informações a respeito das máquinas em questão.

“Temos de entender como o equipamento funciona, quais falhas ele costuma apresentar, além de quando, como, porque e onde elas acontecem. A partir daí, deve-se criar um programa de inspeção e possível substituição das peças, assegurar, é claro, que o estipulado seja cumprido e, por fim, monitorar os resultados para que se possa avaliar as melhorias ocorridas a partir da manutenção bem realizada”, reforça o especialista.

Dentro de um plano de manutenção preventiva industrial, deve-se mirar, portanto, para as seguintes áreas:

Mecânica

O checklist mecânico é feito para verificar cabos, correias, mangueiras, etc. Esses itens costumam sofrer com problemas de desgaste e podem, realmente, causar “dor de cabeça” se não tiverem em perfeito funcionamento.

Lubrificação

No plano de manutenção preventiva, esse item não pode faltar. Vale a pena verificar se todos os equipamentos que necessitam de lubrificação foram devidamente lubrificados, pois a falta desse procedimento pode fazer uma máquina parar de funcionar no meio do ciclo de produção.

Avaliação elétrica

Assim como os itens anteriores, a avaliação elétrica da máquina é fundamental. Os painéis, as fontes e os cabos de energia precisam ser vistoriados para que haja a certificação de que tudo está na mais perfeita ordem.

Segurança

Além de sofrer com problemas mecânicos ou elétricos, a máquina também pode representar um perigo para quem a opera, caso não passe por uma manutenção adequada. Portanto, certificar-se de que todas as normas de segurança foram devidamente cumpridas é importante, zerando os possíveis riscos.

Dessa forma, o gestor só precisa desenvolver um cronograma e buscar equipes capacitadas para executá-lo, lembrando de que uma manutenção preventiva bem aplicada reduz custos e aumenta a vida útil das máquinas.

“É comum pensar numa vida útil que gire em torno de cinco, dez anos. Mas boas máquinas, bem estruturadas e que recebem manutenção adequada, podem ser utilizadas por muito mais tempo do que isso”, conclui.

Como é realizada a manutenção preventiva na sua indústria? Compartilhe a sua experiência conosco no campo de comentários e até a próxima!  

 

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *