A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

lean manufacturing world class manufacturing indústria 4.0

A relação entre Lean Manufacturing, World Class Manufacturing e Indústria 4.0

Lean Manufacturing é o mesmo que indústria 4.0? E World Class Manufacturing? Saiba mais sobre esse tema no artigo de hoje da VDI-Brasil!

Os desafios na indústria são contínuos. Com o passar dos anos, diversas metodologias surgiram para potencializar os resultados nas empresas. Historicamente, podemos notar que a indústria está em constante evolução para atender à demanda exigida pelos contextos social, ambiental ou econômico.

Neste período de tempo, termos como Lean Manufacturing e World Class Manufacturing (WCM) surgiram envolvendo diversos fatores, como a otimização da produção e a redução de desperdícios. Na era da Indústria 4.0, muitos dos conceitos são semelhantes aos aplicados nas metodologias citadas. No entanto, o entendimento das especificidades de cada termo é essencial para a sua implementação nas empresas.

Antes de tratar sobre a relação entre Lean Manufacturing e WCM com a Indústria 4.0, vale discorrer sobre o que representa cada um dos termos.

Lean Manufacturing

A idéia central do Lean Manufacturing é otimizar a produção e reduzir os desperdícios. De maneira resumida, consiste em fazer mais com o mínimo de recursos. O termo nasceu no Japão, no período pós 2ª guerra mundial, com base no Sistema Toyota de Produção (STP).

Para isso, o pensamento Lean muda o foco do gerenciamento, otimizando separadamente as tecnologias, os ativos, e os departamentos verticais, para melhorar o desenvolvimento de produtos e serviços, por meio de fluxos  horizontais de valor, que seguem entre tecnologias, ativos e departamentos para os clientes.

A eliminação do desperdício ao longo de fluxos inteiros de valor, em vez de pontos isolados, cria processos que necessitam de menos esforço humano, espaço, capital e tempo para desenvolver  produtos e serviços com muito menos custos e defeitos, em comparação com os sistemas de negócios tradicionais. As empresas são capazes de responder às mudanças dos desejos dos clientes com alta variedade e qualidade, baixo custo e rapidez na produção. Além disso, o gerenciamento de informações se torna muito mais simples e preciso.

World Class Manufacturing

World Class Manufacturing (WCM) é um conjunto de conceitos, políticas, técnicas e princípios para operar e gerenciar uma empresa de manufatura. O conceito de WCM é baseado nos resultados positivos alcançados pelas empresas japonesas de manufatura com a implementação do STP, ou seja, é derivado do Lean Manufacturing.

O termo surgiu quando as empresas dos Estados Unidos começaram a implementar os conceitos Lean para se manterem competitivas nos mercados globais. Para isso, elas se concentraram no desenvolvimento de produtos e serviços de qualidade com a menor quantidade de recursos possível. A adoção dos processos de fabricação ajudou os gerentes a se concentrarem na melhoria contínua de qualidade, custo, prazo de entrega, flexibilidade e atendimento ao cliente.

Para alcançar um status de classe mundial e otimizar seus processos, as empresas devem alterar procedimentos e conceitos. Isso levará à reconstrução do relacionamento com fornecedores, compradores, produtores e clientes.

As empresas que usam estratégias de WCM se concentram em melhorar, continuamente, as operações, em eliminar o desperdício e em criar organizações Lean, o que geralmente resulta em maior produtividade. Essas empresas também  visam estabelecer novos padrões de velocidade, desde o recebimento de pedidos até a entrega, sem grande dependência de estoque.

A combinação das filosofias da WCM com as ferramentas do Lean ajuda as empresas a obter sucesso e a reduzir o desperdício. As metodologias sequenciais de execução do trabalho estão sendo substituídas por métodos simultâneos para comprimir o tempo, e as divisões funcionais e hierárquicas de tarefas estão sendo substituídas por atividades conduzidas pela equipe.

Lean Manufacturing e Indústria 4.0

Muitas das ações que integram a Indústria 4.0 também têm como finalidade a otimização da produção e a redução de desperdícios, assim como o Lean Manufacturing. No entanto, o conceito de I4.0 é mais abstrato e compreende outros aspectos que não são substituíveis apenas com a implementação do Lean, mas, sim,  complementares.

O especialista em Indústria 4.0, Mário Bonifácio, que atua com Pesquisa e Desenvolvimento no FIT- Instituto de Tecnologia, afirma que a relação dos termos é muito discutida atualmente, possuindo três visões distintas. "Existem duas correntes que se contrapõem ao se tratar de Lean e Indústria 4.0. A primeira acredita que é necessário um certo grau de maturidade em Lean para adotar a Indústria 4.0. Já a outra afirma que o Lean está se tornando obsoleto no contexto atual, com limitações que podem ser superadas com Indústria 4.0. Mais além disso, há uma terceira perspectiva, que enxerga vantagens na atuação dos termos em conjunto".

Sobre o último ponto de vista citado, Bonifácio complementa. "O pensamento Lean ainda é muito importante atualmente. Hoje, muitas empresas já estão em um estágio de maturidade avançado no Lean, enquanto a Indústria 4.0 está em fase de ascensão. Neste sentido, o ideal é conseguir utilizar as tecnologias provenientes da Indústria 4.0 como ferramentas habilitadoras que otimizem as ações do Lean Manufacturing". 

Na direção do que foi exposto acima, a estabilidade dos processos produtivos e a padronização dos produtos são dois elementos importantes na base da cultura da manufatura enxuta. Por outro lado, o cenário atual exige cada vez mais produtos individuais e personalizados. Para lidar com a crescente complexidade nos sistemas produtivos uma alternativa complementar é o campo da Indústria 4.0. O sistema ciberfísico proposto pela I4.0, torna possível a agilidade e benefício na tomada de decisão e até mesmo antecipando-a preditivamente. Assim, ferramentas do Lean que ocorrem ainda de maneira reativa poderão ser antecipadas com o uso combinado das duas fiolosofias.

Como um dos pilares da Indústria 4.0, a digitalização da cadeia de processos é um requisito indispensável nesta nova era da indústria. Porém, a implementação de ferramentas por si só não garante a efetividade das ações. Automatizar processos ineficientes só irá potencializar a ineficiência da empresa. Portanto, se considerarmos o Lean como um antecessor da I4.0, é ideal que o processo seja sinérgico.

Para participar de discussões sobre esse e outros temas relacionados, participe do Cluster VDI de Digitalização na Indústria. Os encontros reúnem membros de diversas instituições, promovendo debates que tratam da adaptação de manuais de boas-práticas alemãs à realidade da indústria brasileira. Acesse o site e saiba mais.

TAG: Inovação
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar