• A Voz da Indústria is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Gestão

Confira os equipamentos mais usados para a movimentação de materiais na indústria

Muito utilizados no dia a dia das indústrias, os equipamentos para a movimentação de materiais precisam ser bem escolhidos para dar vazão à produção. De acordo com Patrick Fernandes da Costa, professor da Escola Senai Antonio Souza Noschese de Santos, algumas normas precisam ser respeitadas nesse momento de escolha dos modelos ideais. “Destaco, por exemplo, a identificação do peso dos materiais e a capacidade de carga dos equipamentos, a otimização dos percursos, entre outras regras que obedecem à premissa de não realizar improvisações no manuseio”, ressalta.

Justamente pelo papel importante que desempenham, a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) classificou os cinco tipos de equipamentos mais utilizados para a movimentação de materiais. Vamos a eles:

1. Veículos industriais

Divididos em duas categorias – motorizados e manuais –, são usados para movimentar cargas intermitentes, em percursos variáveis, com superfícies e espaços apropriados.

“Também são integrantes dessa categoria as empilhadeiras, cuja função, além de transportar ou manobrar, abrange mover materiais na vertical, permitindo seu empilhamento. Transportam pallets por meio de suas lâminas de garfos, e, ainda, outras mercadorias com acessórios dedicados”, destaca Vicente Camargo, consultor da QPC Consultoria Industrial.

A utilização de veículos industriais como equipamentos para a movimentação de materiais é fundamental para assegurar a eficácia de um armazém. Porém, vale destacar a recomendação de se trabalhar com poucos modelos, a fim de garantir a padronização e facilitar tanto as operações quanto a manutenção.

2. Equipamentos de elevação e transferência

Indicados para a movimentação de materiais, têm a função de elevar, mover ou transferir volumes e cargas para qualquer ponto desejado, sendo muito utilizados para o transporte de materiais pesados e volumosos, em curtas distâncias.

“Os equipamentos em formato de ponte rolante, pórtico ou semi-pórtico têm como diferencial a facilidade em movimentar cargas robustas, realizar empilhamentos complexos e propiciar a economia de espaço na planta industrial, por executar movimentos acima das instalações e por possuir apenas estruturas laterais ou vigas suspensas para portar o equipamento”, enfatiza Costa. .

3. Transportadores contínuos

São equipamentos responsáveis pelo transporte de forma contínua de diversos tipos de produtos. Eles podem ser aplicados em uma linha de produção e montagem, sempre transportando materiais de um lugar para o outro.

As cargas, por sua vez, podem ser movimentadas seguindo um trajeto plano ou na elevação de materiais, como é o caso dos elevadores de caneca, que são equipamentos que alteram o nível vertical do material transportado.

4. Embalagens e recipientes

As embalagens, em seu objetivo primário, devem proteger a mercadoria para o transporte. Elas podem ser divididas em: embalagens de contenção, para embalar produto unitário, protegendo-o dos agentes externos; embalagens de apresentação, utilizadas para apresentar o produto ao consumidor; embalagens de comercialização, que contemplam um conjunto de embalagens de apresentação para o transporte entre o atacadista e o varejista em curta distância e, por último, as embalagens de movimentação, que agregam um conjunto de embalagens de comercialização para o transporte em distâncias mais longas.

5. Unitilizadores

A unitilização auxilia a movimentação, a armazenagem e o transporte de produtos, trazendo facilidade para a transferência do ponto de origem até o destino final, além de minimizar o manuseio e diminuir os custos.

“Entenda-se por inutilização de cargas o desenvolvimento de modernos sistemas para a sua movimentação, que consiste em acondicionar volumes uniformes em unidades de carga e diminuir o tempo de permanência dos veículos transportadores nos portos de embarques e desembarques, além de dar maior segurança à carga, eliminando o seu manuseio direto”, pontua Camargo.

Você tem dúvidas sobre os equipamentos para a movimentação de materiais? Deixe sua mensagem nos comentários e continue acompanhando o nosso canal de conteúdo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *