Inovação

Conheça novas tecnologias para operações de torneamento

Ao contrário do que pode parecer, a tarefa de tornear uma peça pode trazer uma série de inovações para os industriais brasileiros. Isso porque o avanço tecnológico dos tornos com controles digitais e das ferramentas de corte de altíssimo rendimento, por exemplo, vem contribuindo para que novas tecnologias de torneamento surjam no mercado, ajudando a indústria a aumentar sua eficiência produtiva.

Separamos, a seguir, as principais tecnologias disponíveis nesse sentido. Saiba mais:

1. Microusinagem pela aplicação de tornos CNC de cabeçote móvel (tipo Suíço)

A microusinagem é uma das tecnologias de torneamento que possibilita a construção de moldes de tamanhos na ordem de 2 ou 3 milímetros, que são usados na fabricação de peças de 1 milímetro, exigindo máquinas, ferramentas e ligas especiais, além de profissionais altamente qualificados.

Nesse contexto, os equipamentos tornam-se cada vez menores e mais leves, com vantagens competitivas para setores como eletroeletrônica e medicina.

2. Torneamento de materiais endurecidos (hard turning)

Ocorre pela aplicação de ferramentas de corte à base de cerâmica e acabamento em peças de aço com dureza acima de 45HRc, dispensando a operação de retificação, em um ambiente limpo e seco.

Esta é uma das tecnologias de torneamento que está sendo aplicada cada vez mais na produção seriada, para fabricação de eixos de aço pré-usinados e tratados termicamente, empregando-se tornos CNC de alto rendimento, de forma autônoma ou como célula flexível, dotados de equipamentos automáticos para carga e descarga das peças, como manipuladores cartesianos, tipo pórtico, conhecidos como Gantry Loader, ou por robôs articulados.

3. Usinagens completas de peças complexas

Se dão pela aplicação de Centros de Torneamento e tornos multitarefas, tanto de cabeçote fixo quanto móvel, que, além das operações de torneamento, possibilitam a realização de operações de fresamentos axiais e transversais, furações transversais e fora de centro, entre outras.

4. Conexão de tornos CNC em células flexíveis de Manufatura Avançada

Esta tecnologia de torneamento segue os preceitos da Manufatura Avançada (ou Indústria 4.0) e, por isso, seu sucesso depende desse novo momento tecnológico. Trata-se de uma solução que quebra paradigmas, gerando um novo código CNC que permite aumentar a produtividade da máquina para atingir um melhor custo-benefício.

Benefícios das novas tecnologias de torneamento

Alfredo Ferrari,  vice-presidente da Câmara Setorial de Máquinas-Ferramentas e Sistemas Integrados de Manufatura da ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), ressalta os diversos benefícios desse novo momento da tecnologia de torneamento.

“Além de acelerar a produção, essas tecnologias tornam o processo de usinagem mais flexível, garantindo mais qualidade e maior precisão das peças usinadas. Comparando-se com o torneamento realizado em tornos convencionais, temos um aumento de produtividade, mais precisão e redução de custos.”

E isso acontece devido à  escolha correta do equipamento aplicado, após uma detalhada e criteriosa análise dos processos de usinagem das peças em questão.

Cabe ressaltar, também, que, mesmo com o surgimento dessas novas tecnologias, em alguns casos, ainda podemos encontrar o uso do torneamento convencional, porém, nos trabalhos de produção seriada ou nos de ferramentaria de precisão, é recomendado utilizar as novas tecnologias voltadas ao torneamento, o que, segundo Ferrari, é extremamente positivo.“O avanço tecnológico é inexorável para o crescimento das indústrias de manufatura”, resume o especialista.

Você já está colocando em prática as tecnologias de torneamento citadas? Compartilhe sua experiência conosco no campo de comentários abaixo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *