Indústria 4.0 by TOTVS

5 desafios da implantação da Indústria 4.0: como superá-los?

Descubra os maiores desafios da implantação da Indústria 4.0 e como você pode dar a volta por cima

A Indústria 4.0 apresenta um novo modelo de funcionamento industrial, baseado na conectividade e em um grande volume de dados gerenciados em tempo real – prometendo apresentar resultados positivos na produção das indústrias. No entanto, as empresas ainda encontram dificuldades para a sua implantação.

A Chefe do Departamento de Bens de Capital, Mobilidade e Defesa do BNDES, Ana Cristina Rodrigues da Costa, explica: “está em curso um processo de mudança da estrutura produtiva em que as fronteiras entre os setores, especialmente entre indústria e serviços, estão mais difusas. Importante dizer que estas transformações não são resultado de movimentos espontâneos, mas de esforços de política industrial e tecnológica em diversos países.

Confira, a seguir, os principais empecilhos enfrentados pelas empresas em sua transição para a Indústria 4.0 e as soluções apresentadas.

1 – Falta de conhecimento

Principalmente no cenário brasileiro, as indústrias ainda estão se familiarizando com as inovações apresentadas pela Indústria 4.0 e seus benefícios. A falta de cultura digital e incentivo à modernização por parte das empresas atrasam seu desenvolvimento, perdendo competitividade frente ao mercado.

A solução: é vital que os gestores sejam educados quanto a este novo modelo de funcionamento da indústria, seus benefícios e forma de implantação. A Indústria 4.0 oferece muito benefícios, mas é preciso aprofundar os conhecimentos para aplicá-los de forma adequada.

2 – Alto custo de implantação

Muitas empresas citam o alto custo de implantação como a principal barreira na sua transição para a Indústria 4.0. Outra reclamação é a ausência de linhas de financiamento específicas para investimentos das empresas nesta área, que auxiliem as indústrias a alcançarem este patamar.

A solução: com a gradual popularização da Indústria 4.0, as tecnologias utilizadas vêm apresentando preços e opções cada vez mais acessíveis. Além disso, como qualquer investimento, o valor necessário para a sua implantação é compensado pelo  desempenho – como através da redução de falhas na produção, economia de energia, potencialização da mão de obra ou aumento da eficiência e produtividade da empresa.

3 – Qualificação dos funcionários

A chegada das inovações tecnológicas da Indústria 4.0 vem evidenciando um grande problema para as empresas: a falta de mão de obra qualificada. A conectividade e a massa de dados que estas inovações apresentam necessitam que os operários sejam capazes de realizar tarefas que exigem maior discernimento – incluindo a análise dessas informações e o trabalho em conjunto com os outros departamentos da empresa, de forma a maximizar o potencial produtivo destas tecnologias.

A solução: as empresas devem focar na capacitação dos profissionais, os preparando para lidar com as ferramentas providas pela Indústria 4.0. Também é interessante organizar a gestão da empresa em times multidisciplinares, capazes de gerir os dados que as novas tecnologias industriais oferecem, além de buscar realizar o melhor aproveitamento possível dos colaboradores.

4 – Ausência de infraestrutura e incentivos

Um dos maiores problemas identificados pelas empresas está relacionado à falta de infraestrutura para a utilização destas tecnologias, como o desenvolvimento de internet de banda larga capaz de suportar a implementação deste novo patamar tecnológico.

A solução: contribuir para a discussão relacionada ao avanço tecnológico das indústrias, considerando as vantagens que a transição para a Indústria 4.0 oferece às empresas e ao mercado, levantando a perda de competitividade em cenário nacional e internacional como resultado da falta de acompanhamento das inovações tecnológicas. O governo deve buscar atender as demandas necessárias para o desenvolvimento da indústria no país, uma vez que é um dos setores mais amplos e que mais movimentam o mercado nacional.

5 – Inexperiência no processo de transição

O modelo de indústria atual não teve grandes transformações em um passado recente. Assim, as empresas não se encontram preparadas para lidar com uma transição.

A solução: primeiramente, é importante qualificar os gestores e profissionais responsáveis pelo gerenciamento da indústria, além de utilizar serviços de consultoria quando necessário para estudar de forma particularizada o caso de cada empresa. Projetos piloto são uma boa alternativa para fazer testes em menor escala dos efeitos da transição – e aprender com eles as carências a serem supridas para os próximos projetos.

As perspectivas futuras da Indústria 4.0

Os benefícios que a Indústria 4.0 oferece às empresas são diversos. O aumento na produtividade e no retorno econômico, juntamente com a redução de perdas e falhas na produção, são os resultados mais procurados pelas indústrias. A conclusão é óbvia: as empresas precisam se modernizar para conseguir operar em um nível competitivo – e, para isso, a ajuda do governo, através de infraestrutura e incentivos ao investimento, é essencial.

Neste sentido, Costa conclui:na Alemanha, as políticas voltadas à implantação da Indústria 4.0 se inserem num esforço maior de política industrial, e assim também ocorre nos EUA e demais países desenvolvidos ou em desenvolvimento, como Índia e China. Os esforços para implantação da Indústria 4.0 têm como importância o ressurgimento das políticas industriais e tecnológicas como essenciais para o desenvolvimento industrial e produtivo. Além disso, reforça-se a ideia de que a indústria continua ocupando um papel preponderante, trazendo uma nova dinâmica de associação entre indústria e serviços sofisticados. Nesta linha, novos modelos de negócio têm surgido desta nova dinâmica serviços/indústria”.

Como a sua empresa lida com os desafios da implantação da Indústria 4.0? O que você achou das dicas apresentadas neste artigo? Deixe o seu comentário e até a próxima. 

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *