Indústria 4.0 by TOTVS

Energia pode ser economizada com adoção da Indústria 4.0

Veja como a Indústria 4.0 também vai colaborar para aumentar a eficiência energética e implementar um modelo de produção mais sustentável

Muito tem se falado dos benefícios da Indústria 4.0, afinal, o conceito promete eliminar os desperdícios e aumentar a produtividade das empresas. E, nesse cenário tão vantajoso para as indústrias, a eficiência energética não poderia ficar de fora.

Com a eliminação de falhas em toda a linha de produção, a Indústria 4.0 permite que os negócios se tornem mais sustentáveis. Afinal, será possível usar os recursos naturais de forma mais controlada e pontual, diminuir a geração de resíduos e aumentar a vida útil dos produtos.

Indústria 4.0 e a eficiência energética

Atualmente, 54% da energia consumida no mundo é utilizada pela indústria, sendo 38% da manufatura. O que mais assusta nesse dado é que 42% da energia consumida pela manufatura é desperdiçada no contexto atual – e isso acontece pela perda de calor, pela iluminação na fábrica, entre outros problemas que podem ser facilmente resolvidos com a Indústria 4.0.

Com a adoção das tecnologias base da Indústria 4.0, como a utilização de sensores e Inteligência Artificial, no entanto, a eficiência energética pode atingir o seu potencial máximo.

“Se as industrias brasileiras adotarem os conceitos de Indústria 4.0, as estimativas são de uma economia de 7 bilhões ao ano do consumo de energia”, afirma Bruno Jorge Soares, coordenador de Indústria 4.0 da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial – ABDI.

Como a Indústria 4.0 colabora para esse cenário

As fábricas conectadas e automatizadas da Indústria 4.0 disponibilizarão uma série de dados para os seus gestores. Assim, será possível entender o cenário real de capacidade produtiva e ociosidade de equipamentos, dois grandes influenciadores do aumento de consumo desnecessário de energia .

Com isso, a eficiência energética aparecerá como uma consequência do melhor uso e controle dessas informações, bem como pela redução da manutenção dos equipamentos, o aumento da produtividade e eficiência das máquinas e força de trabalho humana.

Como melhorar a eficiência energética na indústria?

De acordo com Soares, a eficiência energética na Indústria 4.0 pode ocorrer por dois motivos.

“O primeiro é a aquisição de máquinas e equipamentos modernos, cujo consumo de energia é menor do que os atuais. A idade média do parque industrial é estimada, segundo algumas entidades, em 17 anos, e a simples troca de maquinário poderia aumentar a eficiência energética”, afirma Bruno.

O segundo motivo está relacionado ao uso de tecnologias associadas a Internet das Coisas (IoT). Em específico, devido aos sensores que podem ser acoplados em máquinas antigas para monitorar o uso de energia elétrica. “Tal monitoramento permite identificar desvios no consumo de energia e, assim, possibilita que as empresas adotem medidas que combatam o desperdício de energia elétrica”, complementa o especialista.

Fábricas conectadas, autônomas e com mais controle do processo produtivo e dos gargalos: tudo isso com a disponibilização de dados em tempo real e que permitam a tomada de decisões de forma correta e rápida.

Os benefícios da Indústria 4.0 realmente são inúmeros. No entanto, ao passo que algumas das iniciativas podem demandar um uso maior de energia, as tecnologias também permitirão empregá-la de forma mais eficaz. Dessa forma, a eficiência energética será uma realidade e promoverá, ao contrário do que pode parecer num primeiro momento, uma economia muito maior no consumo.

Agora, o momento é de se planejar, levantar os principais desafios do negócio e traçar uma estratégia coerente para começar a adotar a Indústria 4.0. Afinal, essa é uma revolução sem volta. E a sua indústria, está pronta?

Totvs_voz da industria

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *