A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Jornada da indústria 4.0 abre primeiro dia da terceira edição da Indústria Xperience 2021

Jornada da indústria 4.0 abre primeiro dia da Indústria Xperience 2021.png
O evento digital abordou temas de grande importância para a indústria, inteligência artificial e o futuro além da inovação

A terceira edição do Indústria Xperience, evento virtual e gratuito promovido pela Informa Markets e pela ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), que começou nesta terça-feira, dia 16 de novembro, teve, como palestra de abertura, o debate em torno da digitalização da indústria 4.0.  

João Alfredo Delgado, Diretor Executivo de Tecnologia da ABIMAQ fez a abertura oficial do evento e, na sequência, passou o bastão aos palestrantes do primeiro painel do dia “Smart Manufacturing: conectando a Indústria na Era Digital”, que contou com a mediação do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Néstor Fábian Ayala; além das apresentações de Márcio Migliavacca - CEO da empresa REXFORT; Marco Tanaka - Diretor de Inovação da Prodwin; e Jeferson Martins - Gerente Executivo de Manufatura da TOTVS. 

“Precisamos começar pelo simples e diminuir ansiedade, trabalhar a questão cultural das pessoas. Isso não acontece da noite para o dia. Precisa dar conforto ao profissional que a ferramenta é para deixar o trabalho dele mais leve e isso demanda uma construção, precisa desmistificar o uso da tecnologia. Tem empresas que criam departamentos de inovação na moda, mas não integram aquilo com o dia a dia e as pessoas não se sentem parte”, disse Jeferson Martins. “Precisa saber da indústria a pergunta clássica de ‘onde está sua maior dor’, completou Márcio Migliavacca sobre o ponto de partida da modernização das empresas. 

Marco Tanaka, que é especialista em transformação digital, trouxe também uma importante mensagem final: “Comece pequeno, comece simples, e construirá tudo aos poucos”, finalizou. 

Soluções em Inteligência Artificial 

O tema “Inteligência Artificial Aplicada na Indústria” norteou o segundo painel da manhã desta terça. Mediado por Alejandro Frank, Professor Adjunto do Departamento de Engenharia de Produção e Transportes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o tema é uma das principais tecnologias disruptivas da atualidade, tendo o potencial de modificar consideravelmente o modo de funcionamento das organizações. 

“Conhecer qual o projeto da empresa e o que ela pretende e, aí sim, fazer um mapeamento para que seja aplicado o conjunto de soluções em doses homeopáticas”, disse Adriano Cardoso - Gerente Comercial Dismotor. 

Além dele, o painel contou com as apresentações de Diego Mariano - CEO BirminD; e Daniel Rodrigues Bello - IoT Sales Manager da Intel. “É fundamental ter os integradores: a empresa que presta serviço ao cliente final precisa estar preparada e treinada para trabalhar e entender o valor da tecnologia”, comentou Bello. Segundo ele, é um desafio, mas que é importante dar atenção à cadeia de valor para que a inteligência artificial seja aplicada com maturidade.

Diego Mariano comentou que o ponto principal para aplicar a Inteligência Artificial nas empresas é não ter “medo de começar nem pressa para chegar ao final”. “Quero, por exemplo, aumentar a eficiência da minha fábrica. Como faço? Preciso, antes, ver a eficiência dos meus equipamentos, e assim sucessivamente”, citou. 

O que acontece num futuro inteligente além da inovação? 

O futuro já chegou, só está mal distribuído. Essa foi a afirmação de abertura da palestra “O Futuro inteligente além da inovação” conduzida na parte da tarde do dia 16 de novembro por Gil Giardelli - estudioso de inovação e Economia Digital da DMT Palestras. Ele mostrou como a participação da Robô Pepper - apresentado em 2014, vendido em 2015 no Japão e em 2016 em alguns países ocidentais - a robô Pepper é uma daquelas novidades tecnológicas que inspiram otimismo e convive nos maiores eventos do mundo até hoje. Ela está no parlamento britânico falando sobre o fim da era digital, por exemplo. 

O especialista recomendou, ainda, que uma empresa para crescer precisa pensar em “montar uma cadeira de estudos corporativos”, que gira em torno de alguns pilares como tecnologias emergentes + fronteiras do conhecimento + avanços científicos; além da junção política, legal, social e forças econômicas. 

“Uma vez inseridos nessas eras, nos levará para um mundo onde viveremos melhor e com mais qualidade de vida, em tempos de equipes multiculturais, Co-design e pensamento matemático. São tempos de Novos P’s de Pluridisciplinares, pessoas, propósito e prototipagem rápida. São tempos de empatia e flexibilidade cognitiva”, comentou Giardelli. 

Como se prevenir de ataques cibernéticos? 

Aliado da segurança digital das empresas, o chamado Seguro Ciber Risks foi o tema do bate papo com Marcelo Benevides e Marcio Caran, da MDS. Eles trouxeram um dado alarmante já no início do painel: O Brasil teve, só nos últimos meses, 15 bilhões de tentativa de ataques cibernéticos. 

“Ou seja, não importa o tamanho da empresa, tampouco a atividade de atuação. Empresas relativamente pequena estão sofrendo o mesmo tipo de ameaça que equivocadamente parecia ser das grandes corporações”, disse Caran. 

Dados trazidos por Marcelo Benevides mostra que a expectativa de prejuízo das empresas em até cinco anos é de USD 8 trilhões. Em 2021 esse montante já chegou a USD 2,5 trilhões. 

Segundo eles, os riscos que as empresas estão expostas mediante ao novo cenário de ataques cibernéticos, bem como a nova legislação da LGPD pode proteger e até mitigar os riscos inerentes a esta exposição, mas o seguro cuida de incidentes desta natureza.  

Proteger empresas de possíveis invasões começa desde treinamento adequado à compra de ferramentas tecnológicas, mas, sobretudo, da utilização de seguros que possam dar cobertura às intempéries do mundo online. 

 “Não há barreiras nestas invasões, que pode ocorrer aqui por um hacker de fora do país”, alertou Caran. 

What’s next in 5G 

Esta palestra também tratou da inovação, trazendo informações importantes sobre a rede 5G e seus impactos na sociedade. Trata-se de uma tecnologia que traz tanto inúmeros benefícios como também imensos desafios. 

Francisco Giacomini Soares, vice-Presidente de Relações Governamentais da Qualcomm Serviços de Telecomunicações Ltda, foi quem abriu o painel –apresentado por Mauro Andreassa, Palestrante, Professor, Futurista e Físico, e abordou desde a regulamentação governamental até aspectos áridos de engenharia. Segundo ele, um quarto das economias da empresa vão para pesquisas em desenvolver tecnologias nesta área, além de licenciar patentes. 

“Na agricultura é um grande exemplo de onde o 5G é importantíssimo. Tratores que podem ser acionados remotamente, ampliando a atuação e modernização desta área”, assinalou Giacomini Soares.  

O especialista trouxe, ainda, benefícios do 5G, inclusive, dentro da sala de aula com a modernização das aulas online, com inteligência artificial para “entender a dificuldade de cada aluno diante da aula dada, além da saída da escola e do aprendizado remoto”. “O legado a gente terá mesmo com a pandemia controlada”, salientou. “O 5G traz benefícios econômicos e sociais para a população em geral”, finalizou. 

Segundo dia 

Gestão e Cultura para Inovação é o painel que abre o segundo dia do Industria Xperience. Inovação também norteará a maioria dos debates desta quarta-feira, dia 17, que contará, ainda, com um debate sobre energia renovável com as empresas Siemens Gamesa, BlueSol e LACTEC. O encontro virtual, que vai até o dia 18 de novembro e é promovido pela Informa Markets e pela ABIMAQ, faz parte da jornada digital que antecede o reencontro presencial da FEIMEC (Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos), a ser realizada no período de 3 a 7 de maio de 2022, no São Paulo Expo, situado na cidade de São Paulo. 

A qualquer momento é possível se inscrever no evento acessando o site www.industriaxperience.com.br. A Industria Xperience é uma plataforma digital das feiras FEIMEC e EXPOMAFE, cujos conteúdos ficam disponíveis para acessos, e de forma gratuita, o ano todo. 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar