A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tecnologia aliada à sustentabilidade: Parque de Ideias aborda a importância das ações e da política ESG na indústria

Article-Tecnologia aliada à sustentabilidade: Parque de Ideias aborda a importância das ações e da política ESG na indústria

Parque de Ideias da FEIMEC 2024 aborda a importância das ações e da política ESG na indústria.png
“Tecnologia e sustentabilidade devem ser medidos para que a empresa se assegure de que os resultados estão sendo entregues”. Confira os destaques do tema durante a FEIMEC 2024!

Como aliar tecnologia e sustentabilidade? Quais são as oportunidades que a cultura ESG traz para o mercado global?

Essas perguntas foram respondidas no Parque de Ideias da 4ª edição da FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, em São Paulo (SP).

Sustentabilidade e indústria

Sabemos que sustentabilidade é a possibilidade de extrairmos menos recursos do que o planeta pode nos oferecer. E, segundo Cleber Amaro, Gerente Nacional de Serviços da Interflon, a sustentabilidade está diretamente relacionada à demanda.

“A indústria deve atender o mercado com responsabilidade”. Ele apresentou uma palestra de nome: “Tecnologia aliada à sustentabilidade”.

E como a tecnologia está envolvida nessa questão? De acordo com Cleber, a tecnologia gera benefícios com soluções para reduzir o consumo dos recursos e manter a demanda.

Como exemplo, as lâmpadas LED, que são mais sustentáveis, 80% mais econômicas e oferecem mais durabilidade. No entanto, ele frisou que “não adianta ter um produto sustentável se as práticas da indústria forem inadequadas”.

Tecnologia, sustentabilidade e ações

Ao citar práticas inadequadas, Cleber se referiu às ações humanas. “Por melhor que seja a tecnologia, é preciso investir na capacitação técnica das pessoas. Mesmo porque, é mais barato investir em soluções do que em reparos”.

Voltando à tecnologia, na palestra do Parque de Ideias, o especialista deixou claro que é fundamental que a indústria certifique se a tecnologia empregada em prol da sustentabilidade está trazendo retorno. “Os processos devem estar alinhados, ao passo em que os profissionais precisam de ferramentas adequadas, além da capacitação”.

Ainda, tecnologia e sustentabilidade devem ser medidos para que a empresa verifique se os resultados estão sendo entregues. O objetivo é atender com efetividade a demanda atual e futura.

Sustentabilidade com eficácia

Alguns indicadores são essenciais para que uma indústria possa medir a eficácia da sustentabilidade em seus processos e produtos e eles foram apresentados por Cleber em sua palestra. Com relação à atuação da Interflon, fornecedora de soluções para lubrificação, Cleber ressaltou os três principais utilizados na empresa:

  • A solução oferecida reduz vibração?
  • Reduz temperatura?
  • Reduz energia?

Ele disse que é crucial que uma empresa possua uma equipe dedicada exclusivamente à sustentabilidade, a fim de gerar melhores resultados. Isso, tanto técnicos quanto de engajamento.

“A equipe foi treinada por quem? Existe confiabilidade nessa capacitação? Devemos considerar que muitos mitos ainda são disseminados. É necessário que haja confiabilidade técnica sobre os conteúdos estudados”.

Para ele, é importante que toda empresa seja muito bem estruturada. E essa estrutura se dá por meio de processos, ferramentas e pessoas.

“Qualificação, controle e suporte resultam em excelência”.

Percepções e oportunidades que a cultura ESG traz para o mercado global

Outra palestra no Parque de Ideias trouxe à tona a importância da sustentabilidade para as indústrias, mas com foco nas políticas ESG.

O apresentador, Agenor Fortuna, Diretor da Morlub, ressaltou que o futuro pertence às empresas que se preocupam com o impacto social e ambiental de suas ações.

“A adoção da cultura ESG tem experimentado um crescimento acelerado em nível global, com empresas e investigadores cada vez mais conscientes da importância de integrar práticas sustentáveis em seus negócios”.

De acordo com o palestrante, há uma exigência maior por parte dos consumidores e quem se adequar ao ESG ganha em competitividade. “O público está exigindo que as empresas se tornem mais responsáveis socialmente e ambientalmente”.

Para ele, isso é o principal impulsionador da adoção da cultura ESG.

Além de mostrar responsabilidade ambiental e atender às demandas do consumidor, as empresas que aderirem às políticas em questão, com ações sustentáveis, sociais e corporativas, estarão em conformidade com as regulamentações mundiais. Essa informação foi destacada na respectiva apresentação.

“Governos ao redor do mundo estão implementando leis e políticas cada vez mais rigorosas em relação à divulgação de informações ESG, obrigando as empresas a serem mais transparentes e responsáveis”, alertou Agenor durante a sua palestra.

As palestras serão disponibilizadas na íntegra na Indústria Xperience! Acompanhe o Instagram @feira.feimec e o canal A Voz da Indústria para descobrir o lançamento em primeira mão.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar