A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

reduzir desperdícios da indústria

Caminhos para reduzir o desperdício na indústria

A produção industrial é uma espécie de termômetro da economia. Quando se encontra saudável e bem estruturada, gera rentabilidade, consumo, empregos e soluções para as mais diversas áreas do mercado. Exatamente por isso, reduzir o desperdício na indústria é fundamental.

O desperdício pode acontecer devido, por exemplo, ao uso excessivo da matéria-prima. Outros motivos possíveis são a movimentação inadequada de produto e de pessoas, entre outras situações. Assim, seja por questões financeiras ou em busca de sustentabilidade no negócio, é preciso buscar alternativas para mudar esse cenário. 

No entanto, com frequência o desperdício só é percebido quando se observa as perdas. Diante delas, é preciso pensar em programas de qualidade e gestão industrial focados em reverter esse processo e tornar o fluxo operacional mais enxuto e eficiente.

“A busca por soluções para reduzir o desperdício na indústria é uma prática de Kaisen, isso significa melhoria contínua. Se você puder olhar no seu demonstrativo de resultado, no seu DRE, o quanto custa o desperdício para a sua empresa, isso pode ser centena de reais ou milhares de reais, o que ajuda a se visualizar o custo financeiro do desperdício”, destaca o diretor da Ideia Consultoria, Maicon Putti.

Como identificar o desperdício na indústria?

Identificar a chave do desperdício é o primeiro passo para uma mudança de cenário. A lucratividade reduzida, por exemplo, é um dos sintomas mais característicos de que é preciso reduzir o desperdício na indústria. É fundamental, portanto, analisar cada processo e cada elo da cadeia produtiva. Isso porque podem haver gargalos, erros, redundâncias e outros problemas drenando os recursos da companhia e gerando perdas.

Assim como a diminuição da lucratividade é um sinal de alerta, a produção em excesso, que sobrecarrega os estoques, é outra situação que merece reavaliação.

Além disso, a movimentação interna de mercadorias mal planejada, altos índices de retrabalho e atraso no cumprimento de contratos também são indícios a serem levados em consideração. Parte desses processos pode precisar ser revista para reduzir o desperdício na indústria.

Da perda ao aproveitamento total: como reduzir o desperdício na indústria?

Para reduzir o desperdício na indústria, pode-se adotar diversos caminhos. A redução pode ser alcançada, por exemplo, com um programa de gestão da qualidade que integre as estratégias da empresa focadas na diminuição das perdas. De acordo com Putti: “a implementação de um programa integrado que envolva desde a compra junto aos fornecedores à validação dos produtos na expedição é fundamental”.

Dentre as possibilidades, há, também, a reutilização da água e de materiais. Esse aspecto tem forte relação com a ISO 14.000, que prescreve que se faça a reutilização mediante programas de reciclagem.

“O plástico, por exemplo, quando é desperdiçado na produção, volta para a extrusora e é reaproveitado. O alumínio, por sua vez, quando se corta uma chapa errada, é perdido. Apenas uma parte volta, derrete e é reprocessada. No caso da água, existe tratamento que a própria ISO 9.000 recomenda para as empresas a fim de gerar o melhor uso dos recursos”, pontua o diretor da Ideia Consultoria.

Investimento que gera economia

Ainda, outro ponto a ser destacado é que algumas empresas, pensando economizar, não investem em maquinário. Cortando custos, e em modernização de sua gestão e de seu parque industrial. Isso acaba ocasionando, mesmo que indiretamente, gastos que podem ser bem maiores. Desperdícios gerados por erros, retrabalhos, retorno de produtos do cliente, etc., entram nessa conta.

Com isso, é importante que o empresário e o gestor do setor tenham em mente que, diferentemente do que parece em um primeiro momento, não é a busca pela maior qualidade e eficiência que gera desperdício e custos extras. Pelo contrário. É justamente a não conformidade e a não qualidade, traduzidas nesses desperdícios, queda na produtividade e gastos que acabam não gerando resultados negativos. 

E na sua empresa, que caminhos têm sido trilhados para reduzir o desperdício? Adota alguma boa prática que não abordamos aqui? Deixe sua mensagem nos comentários.

Logística 4.0
Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar