A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_135918872

Como otimizar o tempo de setup na estamparia de metal?


Otimizar o tempo de setup é fundamental para a indústria, inclusive nos processos de estamparia de metal.

Regularmente, as empresas são atingidas por crises que ameaçam sua sobrevivência. Um grande cliente pode começar a fazer negócios com o concorrente ou exigir um enorme corte de preços, por exemplo. Assim, para evitar esses problemas, é importante adotar medidas para se manter competitivo. Otimizar o tempo de setup para aumentar a eficiência operacional é uma dessas ações.

Prazos de entrega longos, o excesso de trabalho em andamento, vendas perdidas e interrupções no estoque de produtos acabados, por exemplo, são problemas comuns para aquelas indústrias que não utilizam a filosofia do lean manufacturing. Desse forma, é bastante possível que elas apresentem também dificuldades com o tempo de setup.

O que é tempo de setup?

O tempo de setup é o período de preparo de uma máquina para a entrada de novos produtos em linha de produção. A diminuição do tempo é essencial para também reduzir lead times, tamanhos de lotes e níveis de trabalho em processo. Ou seja: especialmente importante em um cenário de Indústria 4.0.

No processo produtivo de estampagem, uma chapa metálica é inserida entre as duas partes de uma ferramenta. Dessa forma, elas se fecham sob alta pressão, dando forma à chapa metálica. Após cada lote de peças, as matrizes devem ser trocadas para o outro jogo de ferramentas, que produzirão outra peça.

Tempo de setup: indicador de lead time

O tempo dessa configuração ou de troca de ferramenta é um indicador importante do lead time. Por isso, a capacidade de qualquer indústria de metal é demonstrada, também, pela flexibilidade de mudança entre produtos para atender à demanda. Isso porque, quando a demanda muda, é necessária mais flexibilidade para entregar o produto no tempo correto.

A duração do tempo de configuração de qualquer máquina ou processo determinará se você pode “fabricar para demandar” ou “fabricar em lote”. O ideal é ter capacidade de manufaturar para demandar, pois essa alternativa requer um tempo de preparação muito curto, tendo flexibilidade durante todo o processo de fabricação para suprir a demanda dos clientes.

Como otimizar o tempo de setup?

A manufatura enxuta é uma abordagem multifacetada que busca reduzir desperdícios. Por isso, longos tempos de configuração da máquina não permitirão são aceitos nesse contexto.

Por isso, é fundamental reorganizar as áreas de trabalho para torná-las menos confusas. Dentro da metodologia lean manufacturing, o SMED (Single Minute Exchange of Die) é um sistema para reduzir drasticamente o tempo necessário para concluir as trocas de equipamentos e, dessa forma, otimizar o tempo de setup.

Sistema SMED

A essência do sistema SMED é converter tantas etapas de mudança quanto possível para “externas” (executadas enquanto o equipamento está funcionando), e agilizar as restantes. A ideia é fazer a troca de setup em menos de 10 minutos. Assim, cada elemento da mudança é analisado para verificar se pode ser eliminado, movido ou simplificado.

"Se não se mede, não se gerencia", lembra Silvio Eugênio, especialista em manufatura enxuta do SENAI. De acordo com ele, “neste ponto se destaca o conhecimento industrial do Japão. O país desenvolveu as ferramentas e os conceitos do lean manufacturing, que atualmente o SENAI está ajudando a aplicar nas indústrias do país”.

Quais os benefícios de adotar a manufatura enxuta em relação ao tempo de setup?

Um programa de redução para otimizar o tempo de setup apresenta diversos benefícios. Por exemplo, o menor custo de fabricação, a diminuição do tamanho de lotes e maior capacidade de resposta à demanda.

Além disso, pequenos lotes podem fluir muito mais rapidamente, reduzindo os lead times de semanas para dias. Com prazos de entrega menores, menos itens acabados precisam ser estocados. Assim, o capital comprometido no trabalho em processo e no estoque de produtos acabados pode ser investido em outro lugar.

Geralmente, a eficiência operacional pode ser mais facilmente conquistada com a ajuda de uma consultoria. Ela auxilia no processo de diagnóstico das dificuldades encontradas e dando suporte na correção dos pontos de melhoria. Isso inclui otimizar o tempo de setup.

Apesar de simples, esses pequenos períodos de máquina parada, quando somados, representam uma boa parte do tempo que a máquina poderia estar produzindo. Portanto, otimizar o tempo de setup é um desafio, mas garante potencialmente mais flexibilidade, agilidade e produtividade, tornando a indústria mais competitiva.

Logística 4.0


Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar