A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

competencias_profissional_4.0_a_voz_da_industria

Confira 6 competências necessárias para os profissionais 4.0

Já não é mais novidade dizer que a indústria brasileira vive, atualmente, uma fase de transição para a chamada Manufatura Avançada (Indústria 4.0), que aplica nos processos produtivos as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação. Nesse sentido, não é difícil entender que o perfil dos profissionais também precisa passar por uma transformação. Afinal, quem quiser trabalhar nessas novas linhas de produção terá de desenvolver (ou atualizar) competências técnicas importantes.

“Hoje, é preciso conhecer as tecnologias mais modernas da área de processos, e as formas de integrá-las, usando o conceito de Internet das Coisas. Esse profissional da 4.0 praticamente não existe ainda no mercado, são poucos hoje que já apresentam essa expertise”, analisa Eduardo Dias, coordenador do Grupo Gestão em Automação em TI, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Vale ressaltar que a Manufatura Avançada já é realidade em diversos outros países. No Brasil, contudo, ainda há muito o que fazer, embora a indústria nacional já tenha evoluído em alguns aspectos.

“Criamos um curso de pós-graduação, no qual convidamos profissionais que estão atuando na área de aplicação da Manufatura Avançada para que haja uma troca de informações.  Afinal, precisamos de uma nova geração sendo treinada e aproveitar aqueles que já estão no mercado para a aplicação dessa tecnologia e sua integração, reciclando seus conhecimentos”, destaca Dias.

A seguir, separamos seis competências que os profissionais precisam desenvolver diante da demanda 4.0. Confira:

1. Visão técnica

A visão técnica é fundamental para os profissionais nesse novo contexto de produção, assim como um olhar sistêmico dos processos.

Nesse sentido, ter uma formação em mecânica, elétrica, automação, dentre outras áreas afins, deve ser a base para quem atua na indústria.

Cabe ressaltar ainda que, além dos conceitos básicos dos processos industriais, o profissional deve estar preparado para trabalhar com máquinas que possuem processos mais complexos, sistemas integrados e que disponibilizam informação em tempo real.

2. Flexibilidade

Um aspecto fundamental para esse profissional é ser mais flexível, ou seja, capaz de se adaptar às mudanças do setor industrial e às novas funções decorrentes disso tudo.

Vale destacar que, nesse novo cenário, as fábricas passam a contar com equipamentos que emitem informações sobre o seu próprio ciclo de vida e sobre as operações que realizam, ao contrário do que se havia antes, quando os profissionais trabalhavam com equipamentos que se limitavam a receber e enviar ordens por um software.

Na quarta revolução industrial, o que se observa são equipamentos capazes de gerar dados sobre as operações produtivas e, ainda, emitir sinais sobre a necessidade de realizar uma manutenção preventiva.

3. Capacidade de tomar decisões

Além da visão técnica, é preciso ter um poder de decisão grande, já que esses novos equipamentos emitem informações a todo o momento que demandam análise e a tomada rápida de decisões.

A disseminação dos sistemas de Big Data, por exemplo, permitirá que os colaboradores e gestores da indústria estejam sempre conectados às máquinas e tenham mais conhecimentos sobre os processos produtivos.

4. Bom relacionamento

Além de exigir diferentes competências, o avanço proporcionado pelos processos automatizados também demanda uma qualidade especial das:  a capacidade de cada profissional de manter um bom relacionamento com os demais colaboradores da indústria para equilibrar as relações.

5. Habilidade em outros idiomas

O idioma que “rege” a Manufatura Avançada no mundo é o inglês   e, consequentemente, profissionais 4.0 precisam dominar a língua para mergulhar no conceito e extrair o melhor das tecnologias.

6. Atualização constante

Uma premissa da Manufatura Avançada é a inovação. Portanto, manter-se atualizado sobre as novas tecnologias que já estão sendo aplicadas lá fora, mas ainda são novidade no Brasil, estudar e buscar um aperfeiçoamento é fundamental. Muito estudo e dedicação são necessários, sobretudo com o apoio das indústrias e das instituições de ensino para o desenvolvimento dos trabalhadores.

Como sua indústria percebe as competências técnicas que precisam ser aperfeiçoadas por profissionais 4.0? Conte para gente nos comentários abaixo e continue acompanhando o nosso canal de conteúdo. 

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar