A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gestão de estoque 4.0

Gestão de estoque: 3 motivos para otimizar a sua

A gestão de estoque é um ativo fundamental no fluxo de produção de qualquer indústria. Com um controle preciso do inventário, é possível planejar como atender demandas e quando fazer novos pedidos de compra.

Por outro lado, a falta de gestão é pode criar uma cultura de desperdícios. Ou seja, uma ameaça à produtividade de qualquer fabricante. Também corre-se o risco de aumentar o custo dos produtos, demandando mais tempo e recursos da empresa.

Três razões para otimizar sua gestão de estoque

1. Atender melhor sua demanda

A entrega atrasada devido à falta de gerenciamento do estoque pode gerar uma má reputação para a sua marca. Para os clientes, não faz diferença se a contagem do estoque é manual ou atuomatizada, por exemplo. O que os preocupa é a disponibilidade de suprimentos para atender a demanda em tempo hábil.

O empresário precisa olhar para o gerenciamento de estoque como parte de seus planos preliminares. É preciso planejar e manter um sistema gestão de estoque, garantindo que ele seja eficiente. Isto requer a implementação de procedimentos e sistemas eficientes de armazenamento.

Sem esses procedimentos, a quantidade de insumos provavelmente diminua para níveis perigosos. Com isso, a empresa pode se encontrar incapaz de atender as necessidades de suprimento e demanda de seus clientes.


[E-book] Logística 4.0: conheça os benefícios para a sua indústria


Para evitar esse quadro, a gestão de demanda é uma grande aliada, conforme lembra Regis Reis, professor do curso de Engenharia de Produção da Universidade Metodista de São Paulo.

"Uma boa gestão da demanda permite que a indústria alcance melhores índices de desempenho, como menor nível de estoque, maior disponibilidade dos seus produtos no local e horário certos e um equilíbrio sustentável entre produção e seus níveis de estoque", comenta.

2. Evitar perdas de produto e custos com armazenamento desnecessário

Naturalmente, é importante certificar-se de que, quando estiver fazendo a gestão de estoque de uma empresa de manufatura, não falte matéria-prima no estoque. Issso porque esse fato pode interromper o fluxo de produção e atrasar as vendas. No entanto, o excesso de itens no estoque também é problemático e deve ser evitado. Excessos podem levar a avarias e perda de produtos, além de um custo de armazenamento desnecessário

Sendo assim, é importante ter em mente que o chão de fábrica possivelmente não precisará da mesma quantidade de estoque todo mês. É preciso observar o que está acontecendo na empresa, no histórico produtivo e nas sazonalidades do mercado, a fim de planejar o estoque básico mensal.

Uma dica útil é manter uma lista de verificação de inventário e, então, acompanhá-la diariamente. Também é preciso se certificar de que possui um estoque de segurança para os itens de alto giro. Além disso, garanta um estoque enxuto para matérias-primas que são utilizadas apenas eventualmente.

3. Aproveitar melhor o espaço físico do local

A gestão precisa do estoque ajuda a evitar problemas relacionados ao espaço físico. Isso inclui dificuldades relacionadas ao rastreamento de itens ou de se manter apenas o estoque que é realmente necessário.

Dependendo do porte da empresa, é possível ter centenas de produtos entrando e saindo do estoque. A melhor maneira de manter um sistema robusto de verificação e equilíbrio é implementando um software de posicionamento de estoque.

Ao fazer isso, será possível rastrear cada movimento de um item, toda vez que for retirado para uso, aproveitando o espaço útil e ajustando os estoques de acordo com a demanda sazonal e da produção da indústria.

“Uma vez alimentado com informações iniciais do item, esse sistema deve ‘rodar’ tudo que envolve a circulação do insumo na empresa, por exemplo, o monitoramento de um pedido, a baixa da matéria-prima do estoque, a transformação da matéria-prima em produto, etc.", reforça Clodoaldo Lazareti, professor mestre em ciência do Centro Universitário ENIAC.

Dessa forma, a gestão de estoque tornou-se vital para a sobrevivência de uma organização. Se a indústria não administra corretamente seu estoque, em pouco tempo ela perderá o controle sobre seus lucros e custos. Gerir o estoque é parte de uma estratégia maior de gestão da empresa em si. Invista nisso!

E você, já conhecia os motivos para fazer uma gestão de estoque eficiente? Conhece alguma outra dica sobre o tema? Deixe sua mensagem nos comentários.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar