A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

seguranca-virtual-sistemas-industria

Modernização aumenta riscos de ameaças virtuais aos sistemas digitais da indústria

A Manufatura Avançada, também chamada de 4ª Revolução Industrial, traz uma série de inovações que podem promover o crescimento e o aumento da competitividade entre as empresas do setor metalmecânico, assim como criar um novo risco operacional para os equipamentos inteligentes e suas redes de suprimentos.

Afinal, com a indústria cada vez mais digitalizada, o risco de um ataque cibernético passa a ser mais significativo, podendo provocar atrasos produtivos e, até mesmo, uma paralisação completa das linhas de produção. Por isso, a segurança nas operações contra ameaças virtuais é fundamental.

Uma pesquisa realizada pela consultoria Marsh & McLennan Companies comprova muito bem isso. O estudo estimou que a violação de dados de empresas vai gerar perdas financeiras de UDS 2,1 trilhões no mundo até 2019. Além disso, conforme apontado pela Allianz Risk Barometer 2017, os incidentes ocorridos no mundo virtual estão em terceiro lugar no top 10 de riscos para as empresas brasileiras.

“Acredito que a maior lacuna e o maior problema dos administradores de sistemas industriais é a falta de conhecimento por parte dos funcionários. Achar que eles nunca serão afetados por ciberataques e acreditar que o simples fato de o sistema estar isolado da rede corporativa ou da internet basta para protegê-los é um equívoco. Na verdade, o que temos visto é que mesmo sistemas air-gapped (totalmente isolados) podem ser atacados e comprometidos, pois, em algum ponto, eles precisarão receber/enviar dados externamente e, geralmente, unidades removíveis são usadas para isso”, alerta Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab.

Além disso, a resistência em instalar atualizações de programas ainda é grande em algumas indústrias, o que leva a um cenário permeado por sistemas vulneráveis que podem ser facilmente comprometidos por um simples malware. “Temos de ter em mente que não existe segurança plena quando tratamos de ataques cibernéticos. Existe é gestão de riscos”, afirma Fabio Assolini.

Quer saber mais sobre a necessidade de proteger os sistemas digitais da sua indústria? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e fique por dentro de todas as novidades e tendências do setor. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar