A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Fluxo contínuo de produção industrial

Como o fluxo contínuo de produção ajuda a indústria?

O fluxo contínuo de produção ajuda a indústria a ganhar competitividade no mercado. Descubra como.

Quando o prazo de entrega dos produtos aumenta, o estoque acumula e a indústria começa a perder clientes, é necessário buscar soluções. A implantação de um fluxo contínuo de produção tem sido uma boa maneira de conseguir maior competitividade no mercado.

A qualidade aprimorada dos processos não apenas aumenta a produtividade e o lucro. Além disso, ela também garante que o chão de fábrica seja focado no produto, bem como nas vendas.

Saiba mais sobre de que forma o sistema contínuo pode trazer bons resultados para a indústria.

O que é o fluxo contínuo de produção?

De acordo com Regis Reis, "o conceito de fluxo contínuo consiste, basicamente, em reduzir etapas, tempos e custos desnecessários. Para isso, com a ajuda de máquinas e robôs, a planta industrial está continuamente em operação e os processos se retroalimentam, de modo totalmente automatizado e sequencial". Regis é professor do curso de Engenharia de Produção da Universidade Metodista de São Paulo

Em um ambiente de Indústria 4.0, softwares e a Internet das Coisas (IoT) recolhem dados e informações das diferentes estações. Assim, utilizam esses dados para regular o fluxo de trabalho, controlando toda a produção de forma quase autônoma.

A ideia é que, a partir do momento em que uma etapa for concluída, o produto seja enviado para outra máquina automatizada. Dessa forma, o objetivo de manter o processo contínuo de fabricação é cumprido.

O trabalho flui por meio de uma série de operações interconectadas de tal forma que o material passa de um estágio para outro sem esperar ou parar. Sob alto volume e com a produção padronizada, a linha forma uma sequência, e os transportadores que conectam as diferentes operações funcionam como um espaço de armazenamento.

A fundição de aço, por exemplo, ajuda a ilustrar o processo de manufatura contínua. O metal líquido entra em uma extremidade da fábrica e passa por diferentes processos em sequência, submetido a diversos tratamentos, em máquinas que raramente são modificadas, até se tornar o produto final pretendido.

Quais são os benefícios da produção contínua?

A principal vantagem do fluxo contínuo é a redução do estoque de materiais semiacabados. Isso porque, como o processamento do produto é contínuo e progressivo, não é necessário estocá-lo antes de seguir para uma nova etapa.

Cada peça é enviada para a próxima estação de trabalho imediatamente após a conclusão da operação anterior, ou seja, sem aguardar a conclusão no lote total.

Dessa forma, os custos de manuseio de peças são minimizados, bem como passa-se a requerer menos espaço de armazenamento. O custo por unidade também pode ser minimizado ao investir em equipamento especializado.

Além disso, a qualidade da produção é mantida de modo uniforme, porque cada estágio desenvolve habilidade por intermédio da repetição do trabalho. Com o uso de sensores, atrasos em qualquer estágio são automaticamente detectados.

Como implementar o fluxo contínuo?

Assim, o sistema contínuo é mais adequado para indústrias com demanda uniforme. Ou seja, indústrias com alto volume de produção e que possuem padronização de produtos. O alto investimento em equipamentos é distribuído por um alto volume de produção.

Por isso, muito mais do que simples mudanças de layout, o verdadeiro fluxo exige um método. Tornar um processo contínuo demanda, inicialmente, esforços para obter sucesso na implementação de uma metodologia de fluxo contínuo.

É necessário que o fluxo de trabalho forneça uma resposta mais rápida para os problemas, elimine o tempo de inatividade não planejado e diminua o tempo de troca no processo posterior. Entre as atividades estão a padronização dos trabalhos, a implementação de uma linha de produção contínua e o estabelecimento de um sistema de manuseio de materiais.

Apesar do investimento demandado, a implantação desse método leva à excelência operacional em termos de produtividade, utilização do espaço e número de trabalhadores.

Dessa forma, o objetivo do fluxo de contínuo é fabricar, produzir ou processar materiais de forma ininterrupta, o que gera inúmeros benefícios para a indústria, tais como menor tempo para a execução dos processos, maior higiene, além de menor impacto ambiental e custos de operação. Ainda, com uma produção automatizada, a indústria tem mais chances de melhorar a eficiência, reduzir o desperdício e conquistar competitividade.

Gostou deste artigo sobre o fluxo contínuo de produção? Quer receber mais materiais como este? Então, curta nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook, LinkedIn e YouTube!

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar