A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gestão-produção-expomafe-a-voz-da-industria

Gestão do chão de fábrica em tempo real aumenta a produtividade industrial

O conceito da Manufatura Avançada está cada vez mais presente na rotina das indústrias brasileiras por meio da utilização de recursos tecnológicos capazes de transformar de forma abrangente toda a esfera de produção. Um bom exemplo disso é o M.E.S (Manufacturing Execution System), termo comumente usado para designar sistemas focados no gerenciamento das atividades realizadas no chão de fábrica, capazes de gerar informações precisas que dão ao gestor a possibilidade de avaliar as variáveis da sua linha de produção em tempo real e disparar processos automaticamente para aumentar a produtividade da sua empresa.

“O M.E.S permite que o gestor acompanhe o funcionamento de todas as máquinas, identifique aquelas que lhe dão mais problema, os motivos pelos quais elas estão deixando de funcionar, assim como os gargalos de produção da sua indústria”, explica Angela Gheller Telles, diretora do Segmento de Logística e Manufatura da TOTVS.

Essas informações, em geral, são dispostas em dashboards ou telões, visualmente acessíveis aos colaboradores e gestores - que podem ter acesso a interfaces diferentes - para que eventuais desvios em relação ao planejamento sejam rapidamente identificados e minimizados.

O sistema M.E.S apresentado pela TOTVS na EXPOMAFE - Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial - deste ano também pode se conectar a máquinas já existentes e operar, até mesmo, em pequenas indústrias, sem o custo de ferramentas/tecnologias adicionais. “Ele é indicado para todas as empresas, de todos os tamanhos e segmentos de indústria. Além disso, dentro da TOTVS, trabalhamos com a subscrição do sistema, que é o aluguel. A indústria paga a mensalidade e nem precisa investir na aquisição da plataforma se preferir”, afirma.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar