A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_745258138 (003)

Por que apostar na digitalização de máquinas-ferramentas

A digitalização para máquinas-ferramentas é um caminho sem volta na indústria. Afinal, as tecnologias empregadas permitem o ganho de competitividade, uma vez que colaboram para reduzir os custos e aumentar a eficiência. Além disso, os processos estão cada vez mais automatizados e otimizados.

Dessa forma, a concorrência no mercado se torna ainda mais acirrada, exigindo que a digitalização de máquinas-ferramentas se torne uma premissa para indústrias de variados segmentos e portes.

Ainda que no Brasil o processo esteja ocorrendo de forma gradual, não há mais como olhar para trás. Portanto, as indústrias que não se adequarem irão ver outras empresas evoluindo e crescendo, enquanto a sua estagnação poderá custar muito caro. Acompanhe este artigo e descubra o que pode ser feito para acompanhar esse movimento de mercado.

Cenário atual da digitalização na indústria brasileira

Em 2016, 48% das indústrias já usavam ao menos uma tecnologia digital, de acordo com pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria).  Entre as tecnologias, estão a automação digital sem sensores, a impressão 3D e a utilização de sistemas em nuvem.

Para a indústria, os grandes benefícios da digitalização para máquinas-ferramentas é a redução de custos (54%) e o aumento da produtividade (50%). Ainda, muitos apontam a melhoria da qualidade dos produtos (38%) entre as vantagens do processo.

De acordo com um estudo da PwC, a expectativa é que a digitalização cresça no Brasil saindo do patamar de 9% para 72% das empresas em 2020, número próximo da média global. O investimento na área também deve aumentar, levando as empresas a aplicarem até 21% de sua receita na digitalização.

Como adotar um plano de digitalização para máquinas-ferramentas

A digitalização é um processo, portanto, precisa partir de um planejamento e de priorizações para que gere os resultados esperados.

O primeiro passo é o levantamento de necessidades e oportunidadespara aplicar a tecnologia na indústria. Assim, é possível considerar o estágio de maturidade do negócio para realizar os investimentos mais adequados.

Após o diagnóstico, deve ser realizada uma priorização para a adoção e a difusão das novas tecnologias. Aqui, vale ressaltar que é fundamental que a cultura do negócio esteja pronta para receber e usar as ferramentas de maneira adequada. Além de, claro, capacitar os colaboradores.

Depois, após a implantação da digitalização para máquinas-ferramentas, é necessário que haja um acompanhamento e um monitoramento dos dados gerados por essas tecnologias. Com isso, será possível mensurar os resultados e identificar novas oportunidades ao longo do processo, incluindo até mesmo a criação de novos modelos de negócios

Pense à frente da digitalização industrial

Mesmo com os benefícios de maior produtividades e custos reduzidos, o futuro da indústria pode maximizar ainda mais o seu potencial. Afinal, as tecnologias de ponta criarão oportunidades para que os negócios consigam atender às demandas personalizadas.

As soluções Siemens permitem que indústrias de todos os tamanhos implementem soluções de digitalização para máquinas-ferramentas para atender às demandas atuais e futuras. Dessa forma, é possível aproveitar todo o potencial da Indústria 4.0 e já se preparar para os próximos passos da transformação digital.

O portfolio de Digital Enterprise da Siemens compreende  soluções que permitem escalar a produção e processos para que a indústria evolua ainda mais e digitalize toda a sua cadeia produtiva.

Pense à frente da digitalização industrial e ganhe mais velocidade, flexibilidade, segurança e eficiência. Clique aqui e conheça as soluções Siemens

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar