A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

inteligência artificial para pequenas indústrias

Inteligência Artificial para pequenas indústrias: ponte para a inovação

Após a crise, a inteligência artificial para pequenas indústrias pode ser a ponte a recuperação. Confira!

Por conta da pandemia, muitos negócios foram seriamente afetados. Empresas pequenas sentiram ainda mais esse impacto, perdendo capital e paralisando produções. Mas você sabia que o uso da inteligência artificial para pequenas indústrias pode alavancar o setor, acelerando a recuperação?

Com a atual crise, a Inteligência Artificial pode ser a ponte para a inovação de PMEs, contribuindo tanto na esfera administrativa quanto na produtiva.

Veja mais sobre a inteligência artificial para pequenas indústrias e saiba como ela pode ajudar o setor a se superar diante desse momento altamente desafiador.

Conceito de Inteligência Artificial: máquinas aprendem a tomar decisões

A Inteligência Artificial (IA), ou AI, de artificial intelligence, permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana.

“Com a IA, os sistemas não partem da premissa de que são pré-programados a seguir um determinado passo de instruções, mas sim, de que adquirem uma inteligência e uma capacidade própria de tomar decisões”, explica Cleverson Orlando Cachoeira, Data Scientist da Logcomex.

Essas decisões são baseadas em duas características:

  • Autonomia, que é a propriedade de executar tarefas em ambientes complexos, sem orientação constante de um usuário

  • Adaptabilidade, ou capacidade de melhorar seu desempenho aprendendo com a experiência

Tomando como base esse conceito, pequenas indústrias ainda são muito carentes de novas tecnologias, mas podem ser auxiliadas pela Inteligência Artificial.

“A IA pode ajudar tanto na esfera administrativa, como por exemplo em processos de compras, financeiro, estoque, atendimento a clientes, quanto na área produtiva”, explica.

Como é o uso da Inteligência Artificial para pequenas indústrias?

Tomando como base o conceito de IA, os benefícios da Inteligência Artificial para pequenas indústrias são muitos. Neste cenário, Fábio Ieger, CEO e fundador da Certus, explica que pequenas indústrias ainda são muito carentes de novas tecnologias, mas podem ter o auxílio da Inteligência Artificial e evoluir em variados aspectos.

Dessa forma, as aplicações da Inteligência Artificial para pequenas indústrias são infinitas, e cada empresa pode demandar uma ou mais soluções. Não existem fórmulas prontas para a implantação de IA: tudo depende de qual o problema a empresa busca resolver e qual a solução oferecerá isso.

inteligência artificial para pequenas indústrias

A empresa busca um relacionamento rápido e automatizado com clientes? Um chatbot bem estruturado pode ser a solução, mas, também, um problema a mais - principalmente se não houver uma interface amigável que melhore o relacionamento homem/máquina.

A empresa busca informações estratégicas para os tomadores de decisão? A solução pode ser uma estrutura de Big Data, porém, também é preciso ter atenção. “A big data pode auxiliar apontando tendências e insights. Mas pode gerar mais incertezas por uma quantidade enorme de dados desorganizados”, cita Cachoeira.

Passo a passo para pequenas indústrias adotarem a Inteligência Artificial

A IA tem, como principal objetivo, atuar em atividades manuais em que há incidência de erro humano, visando melhorarias de todo o processo e permitindo às pessoas atuarem em atividades mais nobres, nas quais a IA ainda não se aplica.

Mas como acertar no investimento da inteligência artificial para pequenas indústrias?

A adoção da IA depende muito de cada indústria, no seu enfoque, nos seus processos, e nos seus executivos e tomadores de decisão. Por isso, o primeiro passo para a adoção da inteligência artificial para pequenas indústrias é responder à pergunta central, e que motiva essac mudança: qual é o problema da sua indústria?

“Sem definição exata do problema, quaisquer soluções serão ineficazes”, explica Cachoeira.

Tendo o problema definido, o passo seguinte é definir se a indústria possui os dados suficientes para “ensinar” as máquinas. “Muitos dos sistemas carecem de uma enorme quantidade de dados históricos relevantes que possam ser utilizados para gerar o aprendizado necessário aos computadores, para que cheguem a uma resposta”, complementa.

Com o problema definindo, e com dados relevantes e pertinentes, é necessário partir para o terceiro passo, que é a busca por profissionais capacitados em IA.

Neste momento, a indústria deve dispor de, no mínimo, um profissional especializado na área de Inteligência Artificial ou, dependendo da solução, de uma equipe mais abrangente, que englobe Cientistas de Dados, Engenheiro de Dados, Engenheiro de Machine Learning, Engenheiro de Inteligência Artificial, entre outros.

“Este profissional - ou time de profissionais - irá efetuar todas as inferências nos dados, efetuar a limpeza e transformação dos mesmos, de modo a ter uma base que sirva de input para a criação de um modelo de IA”, complementa o Data Scientist da Logcomex.

A partir de um modelo treinado, há a necessidade de fazer a avaliação do sistema utilizado, se o mesmo atende ao requisito do problema, e qual sua acuracidade e precisão.

Por fim, a implantação do modelo em produção. Essa fase vai demandar uma constante análise, afinal, com o decorrer do tempo os dados podem mudar e influenciar no modelo implantando, gerando a necessidade de ajustes - e, muitas vezes, de revisão de todo o ciclo.

Há a necessidade de alto investimento em IA?

Uma preocupação bastante comum de gestores de indústrias com pouco capital é: quanto custa investir em IA?

Pensando em uma tecnologia própria, envolvendo mão de obra especializada, servidores, infraestrutura, mudança nos processos e na visão dos tomadores de decisão, o investimento em IA nunca será baixo, o que inviabilizaria sua adoção por pequenas indústrias.

Porém, atualmente, muitas empresas já criaram soluções prontas de Inteligência Artificial, e a um preço acessível. “Estas podem sim, ser adotadas, e ajudar a alavancar os resultados de pequenas e médias empresas num médio a longo prazo”, acredita Cachoeira.

Este é o caso da LogComex. “Além de dados, fornece informação estratégica para empresas que muitas vezes não teriam condições próprias de gerarem suas próprias soluções”, diz Cachoeira.

A antecipação de recebíveis com juros mais baixos para o pequeno empresário também é um caminho para a adoção da IA: “Com auxílio da inteligência artificial que compara diversos fatores, conseguimos buscas diversos fundos que realizam esse empréstimo e também realizamos uma análise de crédito do título a ser antecipado”, finaliza Ieger.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar