Indústria 4.0 by TOTVS

Como fica o mercado de trabalho com a Indústria 4.0?

Você conhece algum profissional pessimista sobre a situação do mercado de trabalho com o avançado da Indústria 4.0? O discurso que, na maioria das vezes, toma como base a redução da mão de obra esconde uma verdade bem diferente: as vagas continuam. O que elas têm como diferenciação do modelo atual é a busca por profissionais altamente qualificados em todas as camadas da indústria.

Segundo o artigo Forces of change: Industry 4.0, elaborado pela Deloitte, “a Indústria 4.0 pode habilitar e desafiar os funcionários a fazer muito mais. Empresas conectadas podem explorar a criação de dados, enquanto o casamento de mundos físico e digital pode obrigar os trabalhadores a realizar tarefas complexas, variáveis e muitas vezes imprevisíveis, que exigem a capacidade de acessar e entender esses dados”.

Veremos, a seguir, o impacto da Indústria 4.0 no mercado de trabalho e quais são as suas oportunidades.

Os impactos da Indústria 4.0 no mercado de trabalho

Os avanços na tecnologia, que são a base da Indústria 4.0, vão remodelar os negócios e os cenários econômicos durante os próximos 10 a 15 anos, segundo especialistas do setor. Para analisar os efeitos quantitativos sobre a força de trabalho industrial, veremos os 10 casos de uso mais influentes para essas tecnologias na indústria:

  1. Controle de qualidade baseado em Big Data, utilizando algoritmos baseados nos dados históricos para identificar problemas de qualidade e reduzir falhas no processo produtivo;
  2. Produção assistida por robôs flexíveis que realizam operações manuais simples, como montagem e empacotamento;
  3. Veículos autônomos para executar o transporte interno de materiais dentro da indústria;
  4. Simulação da linha de produção com o uso de softwares que permitem a otimização desses processos internos;
  5. Rede de fornecimento inteligente com monitoramento constante de toda a rede de fornecedores para tomar as melhores decisões;
  6. Manutenção preventiva realizada de forma remota para evitar danos em equipamentos;
  7. Máquinas como serviço fornecidas pelos fabricantes, incluindo a manutenção necessária;
  8. Produção auto-organizada com o uso de máquinas capazes de otimizar a sua produção;
  9. Fabricação aditiva de peças complexas com o uso de impressoras 3D, capazes de criá-las rapidamente,
  10. Otimização do trabalho, manutenção e serviço. A quarta dimensão facilita a orientação operacional, assistência remota e documentação.

Qualificações do profissional da Indústria 4.0

Com todas essas mudanças na força de trabalho, o profissional inserido na Indústria 4.0 precisa estar adaptado a essa nova realidade, certo? É por essa razão que estão mudando as qualificações buscadas para que sejam alcançados bons resultados de trabalho.

De acordo com a carta do SENAI sobre Indústria 4.0, “é fundamental qualificar os profissionais das empresas em técnicas como programação, robótica colaborativa e análise de dados, assim como desenvolver competências socioemocionais com métodos para estimular a criatividade, o empreendedorismo, a liderança e a comunicação”.

Os profissionais ainda são necessários para operar todas essas nova tecnologias que surgem. Entretanto, em vez de serem necessárias apenas habilidades manuais, são cada vez mais valorizadas as capacidades intelectuais. É esse o perfil de profissional que faz a diferença na Indústria 4.0.

Geração de oportunidades no mercado de trabalho

As oportunidades abertas para o mercado de trabalho com a Indústria 4.0 já podem ser visualizadas na prática. Na publicação Talent for Survival, da Deloitte, são apresentados os dados do mercado de trabalho do Reino Unido. No período entre 2001 e 2015, a tecnologia contribuiu com a perda de 800 mil empregos, mas nesse mesmo período foram criadas 3,5 milhões de novas estações de trabalho com a ajuda da Indústria 4.0.

Matt Hancock, secretário de Estado de Digital, Cultura, Mídia e Esporte no Reino Unido, resume essa tendência: “devemos automatizar o trabalho e humanizar empregos. Vamos dar o mundano para as máquinas e o propósito de volta para as pessoas”.

Você já conhecia a oportunidade que se abre para o mercado profissional com a Indústria 4.0? O que você pensa sobre essa tendência? Deixe o seu comentário e compartilhe!

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *