A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Digitalização do processo de PCP

Digitalização do processo de PCP: vantagens e aplicações

Saiba mais sobre a importância da digitalização do processo de PCP e veja quais as suas principais vantagens e aplicações.

Assim como grande parte do mundo, o Brasil já caminha para a era da Indústria 4.0, implantando aos poucos o avanço tecnológico. Uma das marcas desse cenário é a digitalização do processo de PCP (Planejamento e Controle de Produção), já adotado por muitas indústrias.

O PCP é um processo que permite ajudar e facilitar todo o gerenciamento das atividades ligadas à produção industrial, contribuindo com o aumento da produtividade e da eficiência dentro das indústrias.

Contudo, assim como todos os processos industrias, a evolução precisa ser sempre constante. Por isso, a digitalização de máquinas-ferramentas e de processos PCP representam inovações no atual contexto industrial bastante importantes.

As principais etapas de PCP  

Basicamente, o PCP trata de um processo adotado por indústrias que visa ajudar no gerenciamento das atividades de produção. Denilson Carvalho, sócio e CEO da TECMARAN Consultoria e Planejamento explica que será por meio do PCP que todos os recursos operacionais serão melhores definidos: “é um processo que permite às indústrias se preparar e se organizar para melhor atender à demanda do mercado para seus produtos”.

O CEO da Tecmaran explica que o PCP é o principal elo de ligação com fornecedores e clientes, e, também, entre os diferentes setores da empresa - sempre em busca de melhores resultados, sejam eles específicos ou globais.

O PCP tem como objetivos principais:

  • Definir a quantidade de matéria-prima e insumo a ser comprada e/ou produzida internamente;
  • Estimar e arregimentar a mão de obra necessária à produção;
  • Fazer o melhor uso da capacidade de produção instalada;
  • Estabelecer as datas de entregas confiáveis dos pedidos;
  • Criar referências para controlar a execução da produção.

Denilson Carvalho explica que, tipicamente, o PCP é baseado nas seguintes etapas:

  • Planejar a necessidade de materiais (matéria prima e outros insumos) ao longo do tempo;
  • Planejar a necessidade de capacidade da indústria (mão de obra, máquinas e equipamentos);
  • Programar e sequenciar as ordens de produção que vão atender à demanda, definindo onde, quando, em que quantidade e em que sequência cada produto será produzido;
  • Controlar a execução da produção para avaliar desvios, eficiência e eficácia, produtividade, e tomar decisões corretivas imediatas e futuras;
  • Simular impactos de alterações nas condições de produção, de demanda e de suprimento.

Digitalização do processo de PCP: avanços no processo de gestão industrial

De modo geral, o termo digitalização engloba a aplicação de tecnologias de integração entre diversas áreas em que o compartilhamento de dados é parte essencial para o sucesso.

No caso industrial, Carvalho explica que a digitalização do processo de PCP permitirá aos gestores dispor e acessar, de forma muito mais rápida, dados e informações essenciais para tomada de decisões mais assertivas sobre a operação da manufatura.

Rapidez e precisão são fundamentais para conquistar e manter a competitividade das empresas. Afinal, uma decisão errada ou demorada pode comprometer todo um plano de marketing e de vendas, e abalar a saúde financeira de uma empresa industrial”, complementa o CEO.

Além disso, a digitalização do processo de PCP induzirá a digitalização de outros processos empresariais, visto que ele se relaciona com os de manutenção, engenharia, financeiros, vendas etc.

O PCP se configura como um decisivo e importante passo na jornada de transformação digital da empresa rumo à Indústria 4.0. Portanto, esse é um processo que não pode ser esquecido ou negligenciado.

A digitalização da PCP pode ser adotada por todo tipo de indústria

Diante do rápido avanço da Indústria 4.0, empresas de todos os tamanhos e segmentos industriais podem adotar e se beneficiar da digitalização do processo de PCP.

Está comprovado que as indústrias que atuam em mercados mais competitivos e com grandes variações na demanda, e aquelas que tenham restrições operacionais e tecnológicas, tendem a obter resultados mais expressivos. Ou, pelo menos, resultados mais imediatos”, salienta Carvalho.

Nestes processos industriais, a digitalização do processo de PCP proporciona:

  • Agilidade e assertividade na tomada de decisões sobre a operação de manufatura;
  • Respostas rápidas e precisas frente às variações da demanda;
  • Melhor utilização da capacidade de produção;
  • Redução do desperdício de tempo, materiais e de capacidade produtiva;
  • Aumento de produtividade e, consequentemente, da lucratividade e competitividade.

Dessa forma, os próximos anos serão vitais para a digitalização do processo de PCP nas indústrias, resultando em significativas mudanças na cadeia fabril. Por isso, os fabricantes devem aproveitar o máximo potencial da PCP digital, se planejar corretamente e implementar essa tecnologia.

TAG: Inovação
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar