Indústria 4.0 by TOTVS

Os riscos das empresas em não se adaptarem à Indústria 4.0

A tendência de transição das empresas para a Indústria 4.0 está movimentando o mercado e chamando a atenção dos gestores, que observam as inovações que este novo modelo de indústria vem oferecendo. No entanto, o processo de substituição das formas tradicionais de atividade da empresa deve ser estudado e incentivado pelos organizadores, de forma a alcançar os benefícios que novas tecnologias prometem à indústria.

Dessa forma, um questionamento comum aos gestores é: quais os riscos que a empresa corre ao não se adaptar à Indústria 4.0? Para responder essa questão, devem ser avaliadas não apenas as vantagens que este novo modelo de indústria oferece, mas, também, o resultado destas ações para a empresa.

O que a Indústria 4.0 oferece às empresas?

A Indústria 4.0 apresenta uma série de novas ferramentas e formas de processar dados que ajudam as empresas a aumentarem sua eficiência e facilitar o seu funcionamento organizacional. As novas tecnologias oferecidas permitem que a indústria otimize a sua linha de produção, aumentando a produtividade e eficiência. A automação do chão de fábrica aumenta a agilidade dos processos de produção e permite o controle em tempo real das atividades – evitando falhas e reduzindo custos excessivos.

O monitoramento e integração de todos os processos da empresa permite um maior controle do seu funcionamento, facilitando a correta tomada de decisão por parte dos gestores. A Indústria 4.0 também auxilia no aperfeiçoamento das relações humanas, melhorando as condições de trabalho dos funcionários e o entendimento das demandas dos clientes, aumentando os níveis de satisfação.

No entanto, um dos pontos mais importantes do advento da Indústria 4.0 é a gradativa universalização do acesso a estas ferramentas, que devem ser integradas à empresa de forma também progressiva – acompanhando a apresentação destas tecnologias ao mercado.

O Professor Ricardo Alexandre Diogo, coordenador de Engenharia Mecatrônica e Engenharia de Controle e Automação da Escola Politécnica da PUCPR, explica:

“As vantagens da Transformação Digital são inúmeras. Para o setor industrial, a Indústria 4.0 oferece a integração do nível mais baixo até o mais alto, o que significa que os dados do sensor de contagem de produtos fabricados estarão disponíveis em tempo real para a alta gerência. Isso já era possível há mais de 20 anos, contudo, a tecnologia era demasiadamente cara e com protocolos e tecnologias proprietárias. Com a tecnologia acessível, não apenas as grandes indústrias se beneficiarão da Indústria 4.0, mas pequenas e médias também.”

O que significa para uma empresa não se adaptar à Indústria 4.0?

As inovações que a Indústria 4.0 oferece às empresas facilitam muitos dos processos de produção e organização interna. Na prática, isso se traduz em maior competitividade frente ao mercado: com o funcionamento da empresa acontecendo de forma mais eficiente e com menores perdas e gastos, a produtividade aumenta – assim como a lucratividade. Somando todos estes efeitos, o resultado é o crescimento da empresa e aumento da qualidade de seus produtos.

Por isso, é importante que as empresas se mantenham atualizadas para ser capazes de acompanhar as evoluções do mercado e não ficar atrás do crescimento das empresas concorrentes.

“Empresas que resistem à adoção de tecnologias disruptivas ficam estagnadas e suscetíveis a ser engolidas pela concorrência”, conclui Diogo.

Você já conhecia os riscos que correm as empresas que não se adaptam à Indústria 4.0? Como a sua organização lida com essa nova tendência? Deixe o seu comentário e até a próxima!

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *