Indústria 4.0 by TOTVS

Descubra o papel de cada executivo na Indústria 4.0

A Indústria 4.0 está introduzindo novos conceitos e tecnologias que vêm transformando a gestão industrial tradicional, trazendo consigo ganhos na produtividade e no gerenciamento de recursos.

O professor Ricardo Alexandre Diogo, coordenador do curso de Engenharia Mecatrônica e Engenharia de Controle e Automação da Escola Politécnica da PUCPR, explica de forma objetiva estas mudanças a partir de uma analogia com o livro Automação Industrial e Sistemas de Manufatura (Mikell Groover – 2011).

“Durante a Terceira Revolução Industrial, com a automação e robotização das fábricas, havia a preocupação com o ‘risco da não-automatização’, ou seja, de perder competitividade dos negócios frente a indústrias que adotaram a automação. Nos dias de hoje, com a Indústria 4.0, podemos usar a mesma analogia: o ‘risco da não-digitalização’ dos negócios.”

As vantagens que as novas tecnologias que a Indústria 4.0 vêm apresentando para as indústrias são inúmeras, e é importante que os gestores compreendam como podem ajudar a sua empresa a acompanhar as novidades do mercado e atualizar a sua gestão industrial. Mas qual a função que eles devem exercer nesta transição? E como manter a empresa atualizada?

Confira, a seguir, como cada executivo deve exercer seu papel para implementar e manter a Indústria 4.0 em sua empresa, de acordo com um estudo The Factory of the Future, publicado pela consultoria KPMG, em 2016.

CEO – Chief Executive Officer

O CEO compreende as demandas do mercado para a sua empresa. Assim, ele deve orientar a apresentação de ideias para realizar a Indústria 4.0, introduzindo este conceito na sua estratégia corporativa. O CEO deve atuar na elaboração de estratégias para implementar os projetos e objetivos certos para realizar esta transição, e no planejamento para implantação dos processos de interação entre consumidores – além de reorganizar a cadeia de valores.

COO – Chief Operating Officer

O COO gere a companhia em termos de operacionalidade, baseado em critérios de produtividade e eficiência. Suas responsabilidades incluem gerenciar a rede de valor agregado da empresa, buscando aumentar a atração de clientes e manter a competitividade de seus produtos e serviços. O COO deve não apenas fazer a estratégia da Indústria 4.0 ser funcional na empresa, mas também desenvolver sistemas que aumentem a produtividade e garantam seu crescimento econômico.

CFO – Chief Financial Officer

Além de controlar e gerenciar os riscos financeiros da empresa e desenvolver os planos de desenvolvimento sustentável de seus produtos, o CFO deve incluir em suas funções a análise das informações consistentes e em tempo real da Big Data que a Indústria 4.0 lhe fornece, ajudando em seu processo de decisão. Cabe a ele realizar um plano de investimentos compatível com a Indústria 4.0 para a empresa, realizando previsões para o Capital Mínimo Requerido futuro e desenvolvendo instrumentos para medir o aumento na produtividade.

CIO – Chief Information Officer

O CIO é responsável pela implementação da digitalização na empresa, tendo como desafio desenvolver os sistemas e aplicações que englobam todos os departamentos em uma grande rede. Assim, deve garantir a segurança dos planos de sua Indústria 4.0, assegurando seu correto funcionamento e com eficiência energética.

CHRO – Chief Human Resource Officer

Os desafios do CHRO na Indústria 4.0 é a organização e planejamento de equipes preparadas para atuarem na nova estrutura organizacional. Assim, deve desenvolver planos de capacitação para os funcionários, identificando e buscando profissionais com as habilidades necessárias para montar seus times multidisciplinares – além de garantir a eficiência da comunicação interna da empresa.

CLO – Chief Legal Officer

Para o departamento legal, a transição para a Indústria 4.0 traz maiores riscos de responsabilidade e proteção da propriedade intelectual da empresa. Com isso, é necessário implementar uma nova forma de lidar com a estrutura legal, revendo e ajustando os conceitos e contratos de proteção dos produtos, vendas, dados e funcionários.

É importante que todos os chefes e gestores da empresa trabalhem de forma conjunta neste processo de transformação da gestão industrial.

“A Transformação Digital chegou para diminuir custos, aumentar a produtividade e a competitividade das indústrias. Empresas que resistem à adoção de tecnologias disruptivas ficam estagnadas e suscetíveis a ser engolidas pela concorrência”, conclui o professor Diogo.

Como você enxerga as mudanças da Indústria 4.0 aplicadas na sua organização? Os papéis dos executivos estão bem definidos para implementar esse novo conceito? Deixe o seu comentário e até a próxima. 

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *