A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

O Futuro da soldagem - Soldagem robotizada

O futuro da soldagem: soldas inteligentes e robotizadas ganham espaço

Com tecnologia desenvolvida e produzida no Brasil, máquinas inteligentes provam que o futuro da soldagem já começou

Preparar as empresas para a indústria 4.0 pode ser um desafio. Além das dificuldades com investimento, muitas vezes a mão de obra também se mostra um problema. Pensando nisso, empresas brasileiras apostam em tecnologia nacional para resolução e problemas com soldagem.

Máquina de solda inteligente

O Futuro da soldagem - Solda inteligente

Totalmente desenvolvida e produzida no Brasil, a IntelliMig 500, da Sumig, é um dos lançamentos da empresa na EXPOMAFE 2019. "Esse é um equipamento sinérgico, 100% programável e com conexão web para gestão dos dados", conta Antônio Branco, especialista em Pesquisa e Desenvolvimento da Sumig e responsável pelo projeto da máquina.

O sistema ajuda a reduzir quase totalmente a incidência de erros humanos. "Muitas vezes, o soldador, seja por imperícia ou falta de conhecimento, utiliza uma regulagem incorreta para realizar um trabalho. Como essa máquina é programável, o supervisor determina previamente parâmetro mínimos e máximos de regulagem. Todo o sistema funciona mediante uso de senhas de identificação, garantindo uma rastreabilidade completa do processo", completa Branco.

Futuro da soldagem: solda robotizada

Pensando em empresas iniciantes na indústria 4.0, a Sumig lança também a ARCBOX. Trata-se de uma solda robotizada que automatiza o processo da soldagem. "Com o equipamento, é possível substituir uma célula de soldagem manual por uma célula robotizada", conta o engenheiro Fábio Tiburi, Diretor de Operações da Sumig.

Com custo de aquisição acessível e taxa de retorno em 24 meses, o equipamento permite que as empresas cresçam sem necessidade de inflar sua mão de obra. "Esse é um produto simples de usar e direcionado para o cliente iniciante. É uma opção intermediária, que ajuda na transição para a indústria 4.0", completa Tiburi.

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar