Gestão

Soluções ajudam a garantir controle térmico na indústria; confira

O controle térmico tem ganhando cada vez mais importância na indústria não apenas pela economia de energia que pode proporcionar, mas também pela percepção dos gestores de que ambientes desconfortáveis para os colaboradores induzem a queda de produtividade.

Só que para promover o gerenciamento adequado da temperatura na indústria,  uma análise técnica precisa ser realizada por profissionais especializados que irão avaliar a estrutura do local, o quanto os materiais usados influenciam, os horários de maior exposição ao calor, a quantidade de funcionários do chão de fábrica, além de outros fatores associados, como a baixa umidade relativa do ar.

“Quando pensamos em um projeto que proporcione o controle térmico para a indústria, precisamos saber direitinho o perfil da empresa. Só a partir daí, definimos se ela vai poder, por exemplo, utilizar ventilação natural ou mecânica, entre outros itens que devem ser analisados”, destaca Luis Capote, arquiteto da Loeb Capote.

Confira, portanto, a seguir, algumas dicas do que pode ser feito nesse sentido.

Ventiladores e exaustores

Eles promovem a circulação do ar no ambiente, o que favorece a sensação térmica dos trabalhadores. Atualmente, é possível encontrar diversos tipos e modelos de ventiladores, com diferentes especificações técnicas e indicações para os ambientes fabris. A recomendação, no entanto, é que o aparelho escolhido seja projetado para realizar, no mínimo, 20 trocas de ar por hora.

Ventiladores e exaustores possuem vantagens interessantes, como o custo reduzido, a baixa necessidade de manutenção, o baixo consumo de energia e a possibilidade de retirar fumaça, odores e poeira do ambiente.

Ventilação por insuflamento

Trata-se de um tipo de sistema de ventilação feito por meio de dutos que promovem uma ventilação direcionada, exatamente sobre o local desejado. Geralmente, esta ventilação é feita por pressão positiva, através do uso de insufladores axiais de parede que captam o ar fresco e limpo, insuflando-o por meio de sistemas motorizados com dutos e difusores de ar. Este sistema possui como vantagem o fato de melhorar as condições do ambiente e promover a renovação do ar de forma completa. Apesar disso, o seu custo tende a ser elevado.

Mantas térmicas

Utilizadas em diversos ambientes industriais, as mantas térmicas atuam como isolantes térmicos ao serem instaladas no telhado, impedindo que o calor passe para o ambiente e garantindo, assim, a manutenção da temperatura em níveis agradáveis. Fáceis de instalar, elas também são uma alternativa para quem deseja economizar, pois são mais acessíveis financeiramente.

Sheds

As coberturas com sheds são bem usuais quando o assunto é o controle térmico da indústria, pois permitem que o ar quente, que penetra no ambiente pelas superfícies inferiores das fachadas, suba e saia naturalmente.

Mudanças na estrutura

Também é possível promover o controle térmico industrial com reformas que viabilizem a implementação de uma ventilação cruzada permanente, na qual vãos (janelas e portas) são colocados em paredes opostas ou adjacentes, no sentido dos ventos locais, permitindo a entrada e saída do ar.

Quer saber mais sobre como garantir o controle térmico no chão de fábrica? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *