Indústria 4.0 by TOTVS

Transformação Digital muda a maneira como a indústria produz e faz negócio

A sociedade está cada vez mais conectada, e, com isso, as pessoas passaram a consumir conteúdo, serviços e produtos de uma maneira diferente. Agora, é possível pesquisar informações, comprar, trocar ideias e conhecer novidades a qualquer hora e em qualquer lugar.

Com essa mudança de comportamento, o mercado corporativo também precisou se adaptar e acompanhar as novidades. Agora, a tecnologia conduz as formas de fazer negócios, alterando completamente todos os setores. A Transformação Digital chegou para ficar – e não se engane ao achar que os seus impactos serão apenas no varejo. A indústria também precisa correr atrás!

O que é Transformação Digital?

“A Transformação Digital, diferentemente do que o nome sugere, não é um desafio da área de Tecnologia de Informação, mas, sim, um problema e desafio de negócio, que utilizará a tecnologia como uma ferramenta para implementação do modelo”, esclarecem os consultores de supply chain, Hernani José Roscito, Mauro Gomes e Vanderlei Chiarelli.

Já para o professor Regis Pasin, da Faculdade de Engenharia da FAAP, “digitalização está relacionada ao uso maciço de dados sendo armazenados na nuvem de computadores (cloud computing). E esta nuvem não significa apenas uma grande quantidade de computadores interligados. Significa que podemos utilizar softwares que rodam a partir da nuvem, e isso também tem provocado a redução nos valores dos hardwares em relação à capacidade de processamento que temos à disposição”.

Essa mudança exige que abordagens tradicionais sejam deixadas de lado para que o ambiente empresarial se torne mais tecnológico e eficaz. E ela já está impactando as indústrias antes mesmo de ser implementada por todos. Ao olharmos pelo espectro técnico, a Transformação Digital acontece em paralelo com as mudanças trazidas pela Indústria 4.0. Dessa forma, engloba tecnologias para automação, sistemas colaborativos e computação em nuvem.

Juntas, essas mudanças permitem um ambiente altamente colaborativo e a tomada de decisões automatizada e descentralizada. Além disso, é possível criar sistemas modulares “com altíssimo poder de crescimento e expansão rápida, um item primordial dentro da realidade e necessidade do mercado globalizado”, afirmam os especialistas.

Como se adequar à Transformação Digital?

Para as indústrias adotarem a Transformação Digital é necessário um planejamento detalhado, disciplina de todos os integrantes e, principalmente, um compromisso da alta direção da empresa. É preciso entender os tipos de oportunidades que podem ser aproveitados e os modelos de negócio que precisam ser montados para, depois, implementar as mudanças.

“A Transformação Digital não é uma corrida de 100 metros rasos, mas sim uma maratona que se inicia por um processo de planejamento e estratégia para alcançar os objetivos”, complementam os especialistas.

Vale destacar que essa não é apenas uma realidade para as gigantes do setor. “Uma pequena indústria não necessita ter todos os sistemas sofisticados que uma grande multinacional tem. Em alguns casos, o sensoriamento de pontos-chave da linha e o armazenamento eletrônico de dados em planilhas podem fazer com que estas empresas comecem a ‘conversar’ de forma mais ágil com grandes concorrentes, agilizando os processos entre ambas. E com um controle mais preciso e ágil da produção, haverá a tendência ao aumento de produtividade e competitividade”, analisa Pasin.

As vantagens geradas pela Transformação Digital

Todas as mudanças propostas pela Indústria 4.0, em conjunto, permitirão o surgimento de uma indústria com vantagens estratégicas e operacionais, resultando em maiores receitas e alta eficiência operacional.

“A digitalização permite a conexão entre máquinas, sejam de uma mesma ou entre diferentes empresas, conexão entre pessoas e máquinas e conexão entre pessoas. Além da imensa quantidade de dados disponível para ser analisado, muitas vezes por softwares que rodam nas nuvens (os analytics, por exemplo), as empresas têm uma maior capacidade de transformar simples dados em informações, permitindo se antecipar às tendências e agilizar os processos de decisão até a obtenção de produtos com uma rapidez inimaginável até uma ou duas décadas atrás”, complementa Pasin.

6 benefícios da Transformação Digital

  • Eficiência: processos automatizados, com decisões de negócio mais rápidas e precisas;
  • Escalabilidade: a computação em nuvem habilita grande poder de escalabilidade, que pode ser implementada de forma a atender à necessidade do mercado/clientes;
  • Rapidez na tomada de decisão: com maior colaboração e integração entre as partes envolvidas no processo produtivo, gera-se grande agilidade no poder de decisão e com maior grau de precisão;
  • Aumento na qualidade dos produtos: processos automatizados e integrados e menor necessidade de decisões puramente humanas proporcionam um salto na qualidade do produto final;
  • Nova experiência para os clientes: conhecer melhor o cliente por meio da integração de informações e oferecer produtos que atendam a essas necessidades gera uma experiência de consumo nova e duradoura;
  • Redução de custos: a Indústria 4.0 requer investimentos iniciais e capacitação de pessoas, mas, ao mesmo tempo, o modelo traz a automação de processos, menos custos com qualidade, com desperdício de material e larga eficiência operacional.

Sua empresa está pronta para aproveitar todas as vantagens trazidas pela transformação digital? Compartilhe com a gente nos comentários!

Totvs_voz da industria

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *