A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

controle de estoque industrial

Controle de estoque industrial: como ter uma gestão eficiente?

Veja as boas práticas e as principais dicas para melhorar a eficiência do controle de estoque da indústria, permitindo melhor gestão das empresas.

Independentemente do porte, garantir a eficiência dentro da sua capacidade de gestão costuma representar grandes desafios para as indústrias. E, dentre os vários pontos dessa gestão, o controle de estoque industrial representa um ponto vital para manter a saúde do negócio e dar maior sustentação para seu crescimento.

Ao falar de controle de estoque industrial, estamos abordando muitas variáveis, como o controle de estoque de produto acabado, matéria-prima e de infinitos componentes. Isso, certamente deixa a gestão de estoque um pouco mais complexa quando comparada a outros setores, como o varejista.

Veja a importância do controle de estoque para indústrias e conheça algumas dicas e boas práticas que, quando seguidas, vão deixar sua gestão de estoque mais eficiente e produtiva. Confira!

O que é o controle de estoque industrial?

No contexto da uma indústria, a gestão de estoques, normalmente, se refere à gestão dos recursos materiais que podem ajudar a organização a melhorar a eficiência e gerar receita no futuro.

Dessa forma, Ivaldo Carneiro Silva, instrutor de ensino profissionalizante da Escola Senai Morvan Figueiredo, explica que a importância do controle de estoque nas indústrias reside em uma questão estratégica fundamental, que sustenta a sobrevivência, longevidade e saúde financeira das mesmas.

Segundo o especialista do SENAI, manter a disponibilidade dos produtos, insumos e matérias-primas na quantidade e no lugar correto são partes importantes das atividades do controle de estoque: “a falta de um determinado produto em estoque incentiva o cliente a buscar este mesmo produto em um concorrente, gerando a perda de receita para a empresa”.

Da mesma forma, manter produtos, insumos e matérias-primas em excesso também é um problema. “Além de impactar no dinheiro investido, irá ocupar um amplo espaço no estoque, podendo se danificar, perder a validade ou até mesmo com o bem deixando de ser comercializado por diversos fatores”, explica.

Boas práticas para o controle de estoque mais eficiente

Para que a indústria consiga ter um controle de estoque mais eficiente, reduzindo desperdícios e melhorando a performance de produção, Ivaldo Carneiro Silva indica algumas ações e recomendações importantes para a indústria adotar:

  1. Todos os produtos devem ser codificados e distribuídos no armazém de forma organizada. “Para isso, vale adotar a Curva ABC, que irá auxiliar no posicionamento dos produtos”, explica Silva;
  2. Defina janelas de recebimento e uma agenda de trabalho com horários estabelecidos para as atividades de recebimento e expedição de produtos;
  3. Controle as entradas e saídas, assim como o consumo do produto dentro de períodos pré-determinados;
  4. Invista em inventários cíclicos, rotativos, parciais ou geral. “Estes devem ser adotados como forma de manter a acuracidade das informações entre todos os envolvidos com a atividade”, diz;
  5. Adote sistemas FIFO, LIFO e FEFO, que auxiliam no posicionamento dos produtos em estoque e contribuem com um giro de estoque mais eficiente e inteligente;
  6. Realize auditorias e inspeções em relação à preservação, qualidade e organização dos produtos em estoque. “Essa medida demonstra o comprometimento com a disciplina e a gestão do estoque dentro da indústria”, acredita o especialista do SENAI;
  7. Defina estoques mínimos e máximos, bem como o ponto de pedido e demais informações de apoio a Compras e Produção. “Essas estratégias dizem respeito à análise de demanda da empresa e das necessidades de aquisição de produtos, insumos e matérias-primas para estoque que, quando bem definida, permite a empresa estar preparada para possíveis oscilações do mercado, além de não perder vendas pela indisponibilidade de produto ou empatar capital em produtos de baixo giro de estoque”;
  8. Adote um sistema de gerenciamento de estoque informatizado que ofereça recursos que possibilite a melhor gestão do estoque. “Esse tipo de software auxilia não só no controle e organização, mas também alerta a empresa quanto aos possíveis descontroles, furtos, desvios ou falhas dentro da operação”, indica Ivaldo da Silva.
  9. Invista no capital humano para o sucesso do controle de estoque. “Profissionais treinados, disciplinados e conhecedores da responsabilidade da sua atividade são fatores de sucesso para que tudo que foi citado anteriormente, seja realmente eficiente”, complementa o especialista.

Outras dicas para melhorar o controle de estoque industrial

Enquanto profissional da área de logística atuando no SENAI-SP, Ivaldo Carneiro Silva recomenda algumas sugestões que podem ser adotadas com maior ou menor abrangência dentro da indústria, visando uma melhor gestão e controle do estoque. 

Assim, sob esta perspectiva, os profissionais do Núcleo de Tecnologia em Logística do SENAI-SP, dão as seguintes orientações para um melhor controle de estoque industrial:

  • Realize inventários periódicos;
  • Atualize a Curva ABC da demanda dos produtos;
  • Crie e capacite toda a equipe nos procedimentos operacionais padrões, instruções de trabalho e demais rotinas operacionais do setor;
  • Reavalie constantemente fornecedores, produtos, embalagens, tamanho de lote e outras características que possam interferir ou auxiliar em uma melhor gestão do estoque;
  • Zele pela manutenção das recomendações de endereçamento, corredores de passagem e espaço físico para a movimentação e realização das atividades no estoque;
  • Respeite as determinações de quantidades mínimas e máximas no estoque;
  • Automatize rotinas com sistemas de informação (WMS) ou softwares similares;
  • Crie e faça a gestão baseada nos principais indicadores de desempenho do estoque;
  • Apoie as ações da equipe e cobre os desempenhos não atingidos.

Dessa forma, a busca pela eficiência no controle de estoque representa um desafio para a maioria das indústrias. Mesmo antes de começar as vendas, o lucro ou prejuízo pode ser parcialmente explicado por quão bem a empresa é capaz de gerenciar seus estoques.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar