A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Chão de fábrica 4.0: três tendências para a indústria

chão de fábrica 4.0.png
Saiba quais são as principais tendências para a indústria com o surgimento do chão de fábrica 4.0 e conheça os benefícios disso.

Quando imaginamos uma fábrica ou indústria, logo vem à mente um grande galpão ou prédio, com uma linha de produção e muitos trabalhadores, caldeiras e chaminés enormes! Mas o setor vem se modernizando e caminha para a adoção de tendências para a indústria, com benefícios ao chão de fábrica 4.0.

Desde a revolução industrial, o setor vem experimentando uma contínua evolução na automação de seus processos, com amplo uso de tecnologias e redução do espaço físico. Neste cenário, a introdução do conceito de Chão de fábrica 4.0 é o grande transformador do ambiente industrial.

Diante disso, te convidamos a conhecer as 3 principais tendências do chão de fábrica 4.0 que sua indústria pode presenciar nos próximos anos e os benefícios que elas proporcionam.

Tendências para a indústria no âmbito do chão de fábrica 4.0

O conceito da Indústria 4.0 está elevando as fábricas para uma nova fase, com tendências para a indústria sendo esperadas. Esse conceito é baseado na alta tecnologia e está cada vez mais conectado, permitindo ganho de eficiência, redução de custos e disponibilidade de informações de forma ampla e instantânea.

O interessante é que o chão de fábrica de todo tipo de indústria está em constante avanço, com diversas tendências para a indústria sendo esperadas para o futuro. Dentre as principais, vale citar:

  1. Instalações mais enxutas e maior uso da tecnologia

Grandes galpões e fábricas pouco tecnológicas serão coisas do passado. No futuro próximo, as modernas instalações industriais tendem a ficar mais enxutas, justamente pela modernização de seus processos e uso de tecnologias que são mais eficientes e ocupam menos espaço.

Vale fazer uma analogia com computadores. Na década de 90 e início dos anos 2000, os monitores eram de tubo e os CPUs bem grandes, no entanto, eram menos eficientes. Com o tempo, foram ficando mais compactos, e mesmo assim mais potentes e eficientes. A mesma coisa acontece com o maquinário das fábricas: mesmo menores, tendem a ser muito mais eficientes.

Assim, a tendência é que, com o chão de fábrica 4.0, a automação digital, uso da robótica, transformação digital e a inteligência artificial permitam que o tamanho dos equipamentos e quantidade de pessoal para operação sejam reduzidos - e isso obviamente impacta no espaço físico das novas fábricas.

  1. Projetos mais flexíveis

Além dos espaços reduzidos associados à maior produtividade, as tendências para a indústria 4.0 indicam que as modernas plantas industriais vão dedicar menos espaço à linha de produção, investindo mais em projetos flexíveis, que permitem, com baixo custo e em pouco tempo, fazer expansões ou até mesmo adaptar as plantas industriais para o outro fim.

De acordo com a arquiteta Keila Pinho, que tem em seu portfólio profissional vários projetos comerciais e industriais, a flexibilidade é outra forte tendência nos projetos industriais.

As indústrias tendem a adotar layouts flexíveis, que possibilitem rápidas adaptações quando for preciso expandir a sua produção. Então cabe à indústria trabalhar com materiais com os quais seja possível fazer uma mudança, o mais rápido e com o mais baixo custo possível, de layout, de maquinário, de tecnologia”, esclarece.

  1. Maior humanização do ambiente fabril

Segundo a arquiteta Keila Pinho, outra tendência dos modernos projetos industriais tem relação com a questão da humanização dos ambientes das fábricas.

Na primeira Revolução Industrial, iniciada no final do século 19 e começo do século 20, as pessoas se viam obrigadas a trabalhar em fábricas insalubres, com baixa ventilação ou iluminação e com barulhos ensurdecedores.

No futuro próximo, a tendência é que isso não será mais aceito nem recomendado, seja qual for sua finalidade. Pelo contrário, os espaços e estruturas devem garantir o conforto e a segurança de todos os colaboradores.

Tanto por uma questão legal quanto de incentivo a uma melhor produtividade, o espaço fabril tende a ser muito mais humanizado. Hoje você vê as empresas muito preocupadas em oferecer esse conforto para seus colaboradores”, pontua Keila.

Benefícios do chão de fábrica 4.0 para o setor industrial

Diante das tendências para a indústria acima apresentadas, profissionais do chão de fábrica 4.0 serão altamente beneficiados, tendo à disposição uma ampla gama de tecnologias e métodos que elevam a performance e a eficiência dos processos produtivos.

Esse tipo de unidade de produção propicia que a produtividade industrial se multiplique muitas vezes, com o uso cada vez menor de recursos humanos e maior qualidade dos processos e procedimentos, exigindo, para isso, um time de trabalho cada vez mais profissionalizado.

Assim, dentre os benefícios do chão de fábrica 4.0, vale citar:

  • Aumento da produtividade, permitindo a produção em maior quantidade e velocidade;
  • Melhora a qualidade, principalmente pela menor interferência da atividade humana;
  • Significativa redução de custos, principalmente pela possibilidade de produzir mais com menos matéria-prima;
  • Maior previsibilidade;
  • Permite a escalabilidade, ou seja, a infraestrutura tecnológica ganha margem para ser aprimorada a cada dia.

Para sua fábrica, a dica é fazer uma análise de desempenho e buscar aquelas tecnologias e tendências para a indústria que ajudem a aumentar o nível de automação. Em pouco tempo, o chão de fábrica pode caminhar à passos longos rumo à Indústria 4.0.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar