A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Entenda os impactos da IoT na indústria de manufatura

impactos da iot na indústria
A IoT chegou para ficar, e isso é fato! Mas você sabe quais são os principais impactos da IoT na indústria de manufatura?

O segmento da indústria de manufatura vem passando por uma grande aceleração digital, principalmente devido ao uso de variadas ferramentas tecnológicas, como a Internet das Coisas (IoT). Mas você sabe dizer quais são os maiores impactos da IoT na indústria da manufatura?

Especificamente para a indústria de manufatura, a IoT permite a conquista de significativos avanços, principalmente com a adoção de sensores e atuadores ligados a microcontroladores com comunicação sem fio, sendo essa a configuração básica na denominação da IoT ou IIoT (Industrial Internet of Things).

Veja, a seguir, quais são os impactos da IoT nesse setor industrial e entenda qual é o papel do engenheiro de produção diante desse processo.

Principais impactos da IoT na indústria de manufatura

Nos últimos anos, testemunhamos um grande salto nas iniciativas de digitalização e automatização no âmbito industrial, principalmente em virtude da Indústria 4.0. Neste cenário, ferramentas como IoT, segurança da informação, computação na nuvem, sistemas integrados, big data, realidade aumentada, robôs autônomos, simulações e manufatura aditiva surgiram mais ativamente no mercado.

Mas, como vimos, uma das áreas que mais ascenderam no setor industrial foi a das tecnologias associadas à IoT, resultando em impactos bastante significativos.

Neste contexto, e especificamente na indústria de manufatura, Jorge Kawamura, Professor de Engenharia de Produção do Instituto Mauá de Tecnologia, explica que os principais impactos têm como foco o desenvolvimento de plataformas alinhadas à IoT, como o MindSphere (Plataforma PaaS da Siemens) e Wise-PaaS da Advantech:

“Essas plataformas capturam os sinais dos diversos IoTs distribuídos na linha de manufatura transformando-os em informações para monitoramento do processo, manutenção preditiva e preventiva”.

Segundo o professor, essas plataformas agem sempre de acordo com o comportamento da máquina (monitoramento) e geolocalização dos colaboradores dentro da linha. Assim, é possível observar o comportamento de sua movimentação e otimização de tempo de operação do processo.

Em relação ao hardware, o destaque de Kawamura vai para os computadores industriais com seus respectivos sistemas embarcados. “Esses computadores permitem inclusão de softwares para gestão dos IoTs, tratamento de dados e conectividade a outras plataformas”, completa.

Dispositivos fundamentais para que a IoT gere dados relevantes para a indústria

Mesmo com os impactos da IoT na indústria, é preciso fazer uma ressalva sobre essa tecnologia. Sozinho, nenhum dispositivo de IoT consegue prover ou gerar informações relevantes.

Assim, além dos dispositivos, é necessário um sistema integrado para que os dados coletados sejam traduzidos em informações relevantes, de forma que possam gerar indicadores de desempenho para adequada tomada de decisão.

Os principais dispositivos com esse propósito são:

  • IoT com as variáveis fornecidas para leitura e o seu respectivo tempo de resposta. “Isso varia de acordo com o tipo de processo a ser monitorado, mas a velocidade de leitura do dispositivo é crucial para sua utilização”, diz Kawamura.

  • Sistema de antenas para coleta de dados. “Dependendo das características da linha de manufatura (maquinários e o tipo o ambiente físico da linha – umidade, ruído e temperatura e distâncias dos pontos de medição), as antenas podem interferir na transmissão de dados, por isso a boa escolha é fundamental”, opina o professor.

  • Um computador/servidor industrial e/ou CLP, são essenciais para centralizar as informações dos dispositivos IoTs e demais sensores já instalados.

O Engenheiro de Produção tem papel essencial nesse processo de inovação

Com a melhoria contínua de processos aliada à utilização de novas tecnologias, é natural que os impactos da IoT na indústria tragam incrementos na produtividade e aumento geral na qualidade dos produtos, porém, para isso dar certo, o engajamento de equipes é importantíssimo.

Dentre todos os trabalhadores de uma indústria, o engenheiro de produção tem papel de relevância, pois:

  • Gere a operação como um todo, sempre buscando maximizar o uso de recursos produtivos e permitindo ganhos de produtividade;

  • Verifica as possíveis oportunidades de melhorias e otimização na linha com a implantação de dispositivos IoT na operação;

  • Interpreta as leituras das informações de IoT, planejando melhores usos dos recursos disponíveis, conjugando Máquinas e homens;

Por fim, os processos de manutenção são um dos principais impactos da IoT na indústria de manufatura, que dependem do engenheiro de produção.

“Com tratamento adequado dos dados obtidos pelos sensores, o engenheiro de produção conseguirá planejar adequadamente as ações de manutenção dentro da indústria, sejam elas, preditivas e/ou preventivas”, finaliza o professor.

Diante desse cenário, se avaliarmos alguns anos atrás, o tema IoT representava um futuro distante para o mercado e para o consumidor final. Hoje, é o presente, e entendemos não se tratar de uma tendência ou modismo, ou seja, os impactos da IoT na indústria são muito positivos.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar