A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Automação para pequenas indústrias: redução de custos e inovação

automação para pequenas indústrias.png
Saiba porque a automação para pequenas indústrias representa um processo inevitável para que elas consigam reduzir seus custos de produção.

No setor industrial, há a necessidade constante de otimizar e estabelecer uma posição de vanguarda quando o assunto é promover a redução de custos. Neste sentido, a automação para pequenas indústrias representa a ponte para conquistar essa necessidade.

Em um momento em que o mercado se mostra mais aberto ao empreendedorismo e inovações alinhados à Indústria 4.0, é tempo de aprender com as grandes empresas e adaptar tecnologias de automação ao universo dos pequenos negócios industriais.

Assim, quando gerenciada da forma correta, a cultura da automação para pequenas indústrias pode promover significativa redução de custos, principalmente por agregar valor no dia a dia da empresa.

Com a Indústria 4.0, a automação para pequenas indústrias será uma aliada

Nos últimos anos, e principalmente em decorrência da pandemia da Covid-19, fabricantes começaram a entender que inovação e tecnologia devem, a cada dia, fazer parte da cultura das pequenas e médias empresas, seja com uso de grandes máquinas, que elevam a produção, ou avanço em processos mais básicos, que reduzem custos.

Apesar de todo avanço tecnológico, Edison Cravo, Engenheiro de aplicação e Líder de Times da Kalatec Automação, explica que, para maximizar lucros nas PMEs, o caminho será sempre o mesmo: “Precisamos aumentar as vendas e/ou reduzir os custos, esse é o caminho!”.

Para Cravo, a vantagem competitiva nas PMEs existe quando as empresas conseguem se defender contra forças da concorrência, manter seus clientes e crescer. “Isso pode ser conseguido quando as PMEs oferecem produtos diferenciados que permite aumentar o preço ou liderança em custo, o qual permite produzir com custos mais baixos dos praticados pela concorrência”.

Mas deve ficar claro que o desafio em oferecer produtos diferenciados depende do quão eficiente a empresa consegue ser em customização e produtividade. E para se diferenciar, a indústria precisa executar cada um de seus processos com mais eficiência, somados a tempos menores de execução, tendo na automação uma excelente possibilidade para conseguir esse feito.

A automação deixa pequenas indústrias mais eficientes, produtivas e econômicas

Diante dos desafios de melhoria da eficiência, produtividade e diferenciação, a automação para pequenas indústrias contribui com o aumento da sinergia da gestão e obtenção de ganhos nunca alcançados, principalmente devido à redução de custos.

Edison Cravo indica alguns exemplos neste cenário:

Um Controlador Lógico Programável é capaz de executar centenas de operações e funções em fração de segundo, e ainda ser capaz de decidir a cadência da produção ou decisões, como aprovar ou rejeitar uma determinada peça ou produto.

Já os sistemas lineares de coordenadas podem otimizar linhas de produção com função “pick and place”, aumentando a velocidade da linha de produção com precisão decimal garantida pelos servos acionamentos com encoder de 23 Bits absoluto.

Uma Interface Homem/Máquina pode definir o lote a ser produzido e, ainda, ajustar toda uma configuração de sistemas lineares eletromecânicos, hidráulicos ou pneumáticos, que permitirá produção de produtos diferenciados, de modo a adaptar a linha de produção a pequenos lotes.

Diante disso tudo, a automação para pequenas indústrias permite uma estratégia de diferenciação bastante interessante. “A automação permite que essas indústrias consigam resultados lucrativos com a maximização da produção, produtos inovadores, superioridade técnica, qualidade, confiabilidade, atendimento amplo e eficaz a demanda”, comenta o engenheiro da Kalatec Automação.

Segundo Cravo, os sinais de valor da automação para pequenas indústrias podem ser vistos em aspectos diferenciados do produto ou serviço, oferecendo adequações entre as necessidades, os usos e mudança rápida.

“Uma estratégia de foco, voltada em único produto, um único modelo de linha de produção pode representar um risco se os concorrentes tiverem capacitações para atender nichos que em geral são mais lucrativos”, ressalta.

Processos com uso de automação devem ser bem planejados

Definitivamente, a automação não é apenas um avanço destinado às grandes operações. Empresas de pequeno e médio porte podem perfeitamente se beneficiar com a introdução desse tipo de tecnologia.

Em plena era da indústria 4.0, a automação industrial é uma necessidade. Por isso, as PMEs de diversos segmentos industriais precisam recorrer a essa possibilidade, com uso de seleções adequadas, mesmo que os custos de introdução sejam elevados.

“Todo o investimento em automação tem um gasto inicial, que deve voltar de alguma forma para a empresa. O retorno sobre o investimento (ROI) é a métrica mais importante nesse sentido, já que indica o potencial dessa alternativa de maneira objetiva”, indica Cravo.

Para a análise de custo, colocar na balança a economia de energia elétrica, mão de obra direta, e demais variáveis, além de considerar que a automação é sempre um investimento e não apenas mais um gasto, é o melhor caminho.

Além disso, é essencial buscar por empresas de automação reconhecidas no mercado, e que tenham bons resultados anteriores para ter o melhor da automação para pequenas indústrias.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar