Gestão, Inovação

Veja como criar projetos pilotos de Manufatura Avançada

Já não é mais novidade dizer que os gestores das indústrias brasileiras precisam começar a se  familiarizar com o conceito da Manufatura Avançada (ou Indústria 4.0) para poder, então, tomar decisões estratégicas que visem o aumento da produtividade e a competitividade do setor.

A criação de bons projetos pilotos, portanto, é parte fundamental desse processo.  “Diversas inovações tecnológicas estão transformando a forma como a produção industrial ocorrerá nas próximas décadas do século XXI. Sistemas complexos, controlados por computadores, estão cada vez mais conectados em rede e à Internet, possibilitando a convergência entre objetos físicos e informações digitais. Essa convergência viabiliza a produção mais flexível, customizada e com maior nível de produtividade, assim como  a oferta de novos serviços de valor agregado aos produtos”, ressalta Paulo dos Santos,  engenheiro da unidade de Santo André do CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Contudo, vale a pena lembrar que tudo começa com o planejamento, sem a necessidade de um investimento imediato. Planejar os aspectos relacionados ao produto, ao processo e à cultura interna orientada para inovação é uma ação importante para criar projetos pilotos de Manufatura Avançada.

A indústria deve começar planejando como se posicionará nesse ambiente, o que o seu produto precisará ter para atender a um mercado voltado cada vez mais para questões tecnológicas, ecológicas e de eficiência. Além disso, deve pensar como serão os seus processos internos, o fluxo da cadeia logística (desde o momento do pedido até a entrega) e a integração do chão de fábrica com os gestores que vão tomar decisões e fazer análises.

Uma vez que a estratégia for definida, os projetos pilotos de Manufatura Avançada podem ser criados para que os gestores possam ter condições reais de avaliar quais são os elementos críticos da sua realidade de negócio. Por isso,  é necessário:

  • Identificar quais processos de sua empresa estão mais obsoletos e precisando de melhores resultados;
  • Verificar de que maneira esses processos poderão potencializar os resultados com a aplicação dos conceitos da Manufatura Avançada;
  • Definir, dentre os processos identificados, um projeto piloto, no qual as variáveis sejam possíveis de controlar, e os dados mensuráveis.

Mas não se esqueça das principais características do conceito 4.0 – colaborativa, preditiva e inteligente. Para isso, sua arquitetura de projeto deve ser interoperável, flexível e descentralizada, com impactos diretos na escala produtiva, mão de obra e tomada de decisões.

Como exemplo, “a fábrica da Siemens, nos Estados Unidos, é, também, uma espécie de projeto piloto da indústria digital. Nela, máquinas e computadores assumem 75% do trabalho, restando aos funcionários lidarem com processos de manufatura somente em seu início. De acordo com a companhia, são feitos 15 milhões de controladores programáveis modulares por ano, os chamados PLCs (Programmable Logic Controller), nos quais a própria produção é controlada pelo SIMATIC”, finaliza o engenheiro.

Sua empresa está pronta para começar a desenvolver projetos pilotos de Manufatura Avançada? Compartilhe a sua experiência conosco no campo de comentários abaixo e até a próxima. 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *