Indústria 4.0 by TOTVS

Quanto a indústria perde sem aderir ao uso de ERP?

ERP é uma sigla para um Enterprise Resource Planning – ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial. Esse sistema é um software que visa facilitar a gestão das indústrias, automatizando os processos e integrando todos os setores da empresa.

No entanto, apesar de ser uma tecnologia presente no mercado há bastante tempo, muitas indústrias ainda não a utilizam. Por conta disso, deixam de aproveitar oportunidades e podem ficar para trás de seus concorrentes que utilizam a solução.

Confira, a seguir, quais as principais vantagens da implantação de um ERP e as consequências da sua não utilização.

Vantagens que o ERP proporciona à indústria

“Os sistemas ERP são responsáveis por todo o planejamento de recursos da empresa, como controle de estoques, compras de suprimentos e planejamento da produção, dentre outras possibilidades”, explica o professor Fábio Lima, do departamento de Engenharia de Produção da FEI.

O ERP é capaz de realizar de forma automática diversas funções, como a atualização dos calendários e estoques, envio de avisos e dados para os gestores envolvidos em cada etapa do processo, além de monitoramento das atividades em tempo real. Desta forma, ele evita erros e omissões causados por tarefas manuais – ajudando no aumento da eficiência e produtividade da empresa.

Consequências da não utilização de ERP na indústria

Uma empresa que não utiliza ERP enfrenta muitas dificuldades que já foram ultrapassadas por indústrias que adotaram o uso deste software. As principais consequências estão listadas a seguir.

  • Imprecisão dos dados: a utilização de um sistema ERP garante a precisão dos dados comunicados dentro da empresa. Ao utilizar sistemas isolados, a transferência de informações entre planilhas e setores diminui a sua qualidade e exatidão. Isso atrapalha o processo de análise de dados para fundamentar a correta tomada de decisão por parte dos gestores – impactando diretamente na capacidade de sucesso e crescimento da empresa.
  • Limitação do crescimento da empresa: sem a integração dos processos, a empresa passa a ter dificuldade de gerir quantidades maiores de dados e arca com a diminuição na qualidade das informações repassadas. Além de dificultar que filiais e outras estruturas advindas da expansão empresarial sejam geridas eficientemente.
  • Aumento de gastos nos processos internos: a falta de padronização e a forma manual das atividades requer um maior tempo para a realização das tarefas, e resulta na redução da eficiência dos processos. O que gera perdas financeiras para a empresa e diminui a sua produtividade.
  • Dificuldade de monitoramento: a dificuldade no gerenciamento dos dados torna mais difícil monitorar os processos de produção e gerenciamento. Também exige mais tempo para a realização das análises – enquanto a Indústria 4.0 trabalha com acompanhamento em tempo real.
  • Improdutividade: o uso de processos manuais aumenta o tempo necessário para a realização de tarefas e diminui a eficiência dos funcionários.
  • Retenção de clientes reduzida: a dificuldade no gerenciamento de dados de contato, compras e interesses dos clientes impede a criação de estratégias de retenção e fidelização de clientes eficientes.
  • Aumento do retrabalho: sem uma rede de dados integrada, é necessário repassar dados e informações manualmente – o que provoca retrabalho e perda de produtividade dos funcionários.

O ERP na Indústria 4.0

As desvantagens de não utilizar o ERP são muitas para qualquer indústria. No entanto, um dos principais aspectos que atualmente o tornam essencial é que os ERP são imprescindíveis para a transição da empresa em direção à Indústria 4.0.

Desta forma, a não utilização de um sistema ERP por uma empresa promove a sua estagnação, impedindo que ela avance e usufrua das vantagens que as novas tecnologias oferecem – o que resulta na limitação do seu crescimento e perda de competitividade frente às outras empresas e ao mercado. “Resumindo, os sistemas ERP são de fundamentais importância para a Indústria 4.0”, conclui o professor Lima.

Você já conhecia todos os benefícios de um ERP na adaptação à Indústria 4.0? A sua empresa já utiliza essa solução digital? Deixe o seu comentário e até a próxima!

Totvs_voz da industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *