A Voz da Indústria faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sitemap


Articles from 2020 In June


[Interview] President of UCIMU comments italian industrial scenario post-COVID 19

shutterstock_1705928083.jpg

MCarboniero pres UCIMU logo 1.jpgCheck out bellow the full interview with Massimo Carboniero, president of UCIMU-SISTEMI PER PRODURRE

More: Perspectivas internacionais: como os EUA e a Itália estão reagindo aos impactos da COVID-19 (in Portuguese)

 

Due to its characteristics, the COVID-19 affected industries around the world. What were the impacts on the Italian scenario?

The impact has undoubtedly been heavy. Italy was the first country that had to face the emergency with little information received from China. We have been the test country and the one observed by the other European countries to decide what to do. Nevertheless, despite our example, some countries wasted precious time and it took them several days – and even weeks – to implement an appropriate strategy to respond to the pandemic.

The effects of this crisis on the Italian machine tool industry were already partially highlighted by the index of the orders collected in the first quarter 2020, which showed an 11% fall compared with the period January-March 2019. The downturn turned out to be strong for the domestic market, where the collected orders went down by 43%, and smaller on the foreign marketplace, where there was a 4.4% reduction. The effect of the crisis was however mitigated by the good business trend in the first two months of the year. Emergency and lockdown started to affect us from March. Therefore, the impact of this crisis will be evident in the next quarter. Manufacturers envisage that there will be a 20%-30% decrease in the turnover 2020, but we expect a recovery from 2021, the year in which Italy will host EMO, the world exhibition of reference for the manufacturing industry, which will certainly take full advantage and stimulate the recovery moment.

What were the first reactions to the crisis carried out by the industries in Italy?

When, at the beginning of March, the Government authorities asked us to temporarily shut down our factories, we fully agreed on that, because we understood how serious the situation was. We used the first weeks to get organized in the best way, thinking about all measures we could implement to achieve the highest safety on our plants. Then we provided for even stricter procedures and rules than those stated in the health rules established by the authorities. Also thanks to extraordinary investments, we equipped our factories with a “special” organization and tools that would have allowed us to open much earlier than when our authorities gave the green light.

During the five weeks of lockdown, production activity almost stopped. On the other hand, also thanks to digital technologies, we were able to ensure remote assistance for our customers all over the world. For all those activities not related to production and assembly, we successfully experienced smart working.  However, the heart of our business was stopped until the beginning of May. It has been a really long period that now we are trying to recover with a great deal of effort. This crisis is heavy, but Italian enterprises are very flexible by nature and have taken on the challenge for a further change. I am sure that the results will eventually be positive.

Did any country or region have a scenario that can be considered better prepared for this type of crisis? What good practices can we mention in regard?

What we experienced proves that no country was prepared to face an emergency of this kind. As we mentioned, Italy was among the first countries that had to face this crisis, without any precise directions and, in doing so, it surely made some mistakes but behaved with great gravity. Undoubtedly, some aspects could have been better managed, but we must admit that the authorities had to deal with a really difficult situation. I think that communication was one of the aspects that mostly penalized us. We have been wrongly considered as the country that contributed to the entry of the virus to Europe and its spread among the EU countries. Actually, we have been the first to warn about Covid-19, which had already been circulating in other countries sometime before. This aspect strongly penalized us. Now, we have to work hard to recover our image and the workdays we lost. However, as usual, we are confident and very motivated to “re-enter the stage”.

How can technology help the manufacturing industries during and after this crisis? Is it possible to say that COVID-19 accelerated the process of digital transformation?

This really particular period has certainly made everybody understand that thanks to the technological innovations at our disposal, we can change and improve the operating work procedures.  Also in the machine tool sector, flexibility and innovative technologies are increasingly present, helping to proceed in a more rapid way and to meet the new requirements in a more reactive way, while facilitating remote control and management of business and production processes. All the work carried out on Industry 4.0 showed its value and efficacy in this situation. There is a lot to do and, even in this case, the emergency proves how the issue of digitalization is essential for our sector and for our work. We, the Italian manufacturers, made large investments on the development of machines and solutions based on 4.0 technologies and this made our product offering even more competitive on the international market. Also in light of this bad experience, we will go on in this direction, feeling sure that the market will follow us.

Will industries that were already more advanced in applying the concepts of industry 4.0 have fewer difficulties to go through this uncertain moment? What factors will be decisive for the resumption of industrial production in the world? 

Surely, enterprises using 4.0 technologies have been facilitated when facing this particular moment. However, the Coronavirus emergency made us understand how important it is to upgrade not only machinery but also management and organization methods within a company according to the digitalization approach. All enterprises must work on this in the next future.

What can be expected in the coming years of the global industry?

In the last few years, globalization has become a reality for those operating in the manufacturing industry, but also in trade. Now, the health emergency forces us to reflect upon a new interpretation regarding the concept of globalization that is pervading all fields of our daily life. We do not know yet how the world will evolve. However, we are sure that we, the Italian machine tool manufacturers, will keep on working on the international marketplace, selling on nearby and faraway, traditional, emerged and emerging markets.  After all, our expertise is acknowledged everywhere in the world and allows us to take part in the global production chains of leading sectors, such as the automotive, aerospace, energy, but also the mechanical and engineering industries. Also in this period of great complexity, despite the stop of our activities, we did not experience any exclusion from the production chains.

What will be the legacy of this crisis for the industry?

This experience has taught us that we must be ready to reorganize, also making extensive changes with regard to our way of managing a business in a very short time. In addition, we learned that no one is safe from crises of this extent, regardless of the geographic position and development degree of the country where one lives and operates. Furthermore, investments in research and development in the scientific and technical fields represent the key to guaranteeing the future and development of society. And we are the key players. 

Inovação na indústria e seus principais desafios

shutterstock_1069013156.jpg

Durante os últimos anos, muito vem sendo falado a respeito de inovação, em especial da Indústria 4.0. Neste cenário, novas tecnologias são responsáveis por aumentar a produtividade e colocar a inovação no centro de todas as etapas do processo produtivo, sendo parte importante da estratégia de desenvolvimento e crescimento econômico do setor industrial.

Este novo cenário, caracterizado por ser bastante competitivo e muito dinâmico, faz com que a introdução da inovação industrial passe a ser cada vez mais valorizada e perseguida, sendo essa uma forma de se manter vivo no mercado. 

Entretanto, mesmo reconhecendo a importância da inovação, grande parte das indústrias enfrenta dificuldades ao buscar implementar processos de inovação, dificultando o potencial de inserção e competição no mercado. Estas indústrias têm que, por pressão do mercado, conviver diariamente com muitos obstáculos, dúvidas e receios que dificultam a busca por uma cultura de inovação mais constante e mais bem fundamentada.

Mas, mesmo diante destes desafios, é, sim, possível - e necessário – persistir e buscar estratégias para superar cada obstáculo num cenário altamente competitivo. Basta investir em conhecimento, melhorando a cultura de inovação e aumentando o engajamento da equipe de trabalho.

Veja, portanto, quais são os principais desafios e obstáculos enfrentados pelas empresas em seus processos de inovação e saiba como vencê-los para colocar a indústria definitivamente no cenário 4.0. 

Faça o download gratuito e boa leitura!

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de A Voz da Industria lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Guia do Direito Trabalhista para Indústrias

guia do direito trabalhista para indústrias

A gestão de uma empresa envolve diversos pontos de atenção e, sem dúvidas, a gestão trabalhista figura entre os primeiros itens na lista de preocupações. Isso porque, diante
da imensa responsabilidade que é garantir a segurança, a saúde e os direitos de cada funcionário, é preciso levar em conta estruturas físicas, sistemas de apoio e leis específicas
que ajudam a guiar e estabelecer as ações da empresa nesse sentido.

Porém, fatores externos extraordinários, como a crise da COVID-19, exigem planejamento, reações rápidas e compreensão tanto das leis trabalhistas quanto de suas exceções.

Diante disso, a já difícil tarefa de gerir pessoas se torna ainda mais intensa e necessária, gerando dúvidas e dificuldades para a gestão e os funcionários. Para ajudá-lo a proteger sua empresa e sua equipe nesse cenário instável e desafiador, preparamos esse material inédito, com dicas e informações de especialistas nessa área. Esperamos que esse material seja útil para você!

Faça o download gratuito e boa leitura! 

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saiba mais sobre o evento no site. 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de A Voz da Industria lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Como indústrias de diferentes setores adaptaram suas produções

indústrias e COVID 19

Após anos de intenso trabalho e resiliência para superar os desafios econômicos que se apresentavam, o setor industrial iniciou 2020 com perspectivas positivas. Porém, quando ensaiava sua retomada
e voltava a investir, a indústria se viu diante de um novo desafio: a pandemia da COVID-19, que trouxe consigo necessidades urgentes e sem precedentes.

Enquanto a maior parte das indústrias precisou interromper suas produções, seja pela abrupta queda na demanda, seja para analisar o cenário e se adaptar às medidas sanitárias emergenciais, parte das empresas
manteve suas atividades, completa ou parcialmente. Adaptações e flexibilizações precisaram ser implantadas, além do replanejamento das prioridades e a definição de novos rumos para a empresa.

Quais foram os desafios e soluções encontradas nesse período? De que forma indústrias de diferentes segmentos se reorganizaram para garantir a produção e a segurança dos colaboradores? Pensando em
ajudá-lo a identificar possibilidades de ação nesse momento desafiador, reunimos nesse material alguns exemplos de adaptação e reajuste, que podem ser úteis para guiar o seu negócio.

Faça o download gratuito e boa leitura! 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de A Voz da Industria lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Segurança da informação em trabalho remoto

Segurança da informação

Apesar de a tecnologia já ter se tornado parte praticamente indispensável da vida diária e do modo como empresas e indústrias de todos os setores trabalham, a recente crise da COVID-19 acelerou parte da transformação digital pela qual o mundo passava. No Brasil e no mundo, equipes inteiras precisaram adaptar seus serviços e estabelecer novas políticas para trabalhos remotos e em home office. Diante dessa nova realidade, tais ações foram realizadas em tempo recorde, para agilizar os processos e manter os serviços ativos com a maior normalidade possível.

Porém, além dos desafios logísticos e práticos de deslocamento das equipes, esse fluxo novo de transmissão de dados gera outros desafios, como a exposição de informações sensíveis e
a criação de brechas para invasões e quebras de segurança na empresa. Como as indústrias podem lidar com isso? Quais são as principais formas de garantir a segurança da informação,
mesmo durante esse período de trabalhos remotos?

Para responder a essas perguntas, produzimos esse material exclusivo, reunindo dicas de especialistas para tornar esse processo mais seguro e reduzir os riscos envolvidos.

Faça o download e confira! 

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saiba mais sobre o evento no site. 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de A Voz da Industria lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Linhas de crédito: oportunidades para pequenas indústrias

linhas de crédito para indústria

Se em circunstâncias comuns as possibilidades de financiamento já fazem parte do fluxo de desenvolvimento das indústrias, em momentos de crise isso é ainda mais relevante. Diante do impacto gerado pela COVID-19 em todo o mundo, indústrias de todos os portes precisaram reavaliar seu planejamento de investimentos, implantar políticas emergenciais de gestão de custos e se reorganizar, física e financeiramente, para sobreviver ao período crítico e se preparar para a retomada no futuro.

Porém, esse nem sempre é um processo simples e os procedimentos para ter acesso às linhas de crédito pode gerar dúvidas, principalmente para pequenas e médias indústrias. 

Pensando nisso, reunímos nesse material algumas informações e links úteis que podem ajudar o gestor industrial a compreender quais são suas possibilidades de crédito e de que forma ele pode conseguir esse financiamento, seja para reorganizar o caixa durante a tempestade, seja para investir e se preparar para a próxima calmaria.

Faça o download gratuito e boa leitura!

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saiba mais sobre o evento no site. 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de A Voz da Industria lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Como a organização de ferramentas pode reduzir os custos

organização de ferramentas na indústria

Aplicar o programa 5S de gestão resulta em benefícios para várias áreas da empresa. Nesse sentido, a organização de ferramentas manuais pode ser uma grande aliada na redução de custos, impactando na conservação e higiene dos itens, além de reduzir perdas e melhorar a segurança. Confira no webinar de Lucas Moraes, da Beta do Brasil, um pouco mais sobre esse assunto.

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saiba mais sobre o evento no site. 

Webinar: Dicas de gestão e redução de custos para PMI

redução de custos para PMI

Para Pequenas e Médias Indústrias, reduzir custos é indispensável para garantir a sobrevivência. Nesse sentido, algumas dicas de gestão fazem muita diferença no orçamento e podem ajudar as empresas a superarem momentos de crise. Acompanhe as dicas do consultor Haroldo Matsumoto para o setor e envie sua dúvida para [email protected] 

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saiba mais sobre o evento no site. 

Análise de falhas e confiabilidade: como ela ajuda a redução de custos

analise de falhas e confiabilidade

Reduzir custos é essencial, mas garantir a qualidade também é. Isso porque investir em qualidade, principalmente na análise de falhas e confiabilidade das máquinas e processos, afeta diretamente os custos escondidos que impactam no orçamento. Recebemos o Prof. Mauro Andressa, do Instituto de Qualidade Automotiva, nesse webinar, para explicar quais são esses custos escondidos e listar 8 regras de ouro para a análise de falhas na indústria.

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saibam mais sobre o evento no site. 

Como conseguir novos clientes à distância?

como vender à distância

Aumentar o número de vendas é um desafio para muitos setores da indústria, principalmente em momentos de crise. Se em um contexto comum a crise já traria impactos nas vendas, as recomendações pelo distanciamento social dificultam ainda mais o trabalho comercial, com reuniões presenciais e visitas técnicas sendo evitadas. Porém, essa pode ser uma oportunidade de encontrar novas formas de vender e alcançar novos clientes. A internet oferece ferramentas que podem se tornar portas de entrada para novos negócios.

Nesse debate, reunimos os especialistas Eder Gonçalves, da Informa Markets, e Flavio Guedes, da Bronks Content, para um bate papo: de que forma é possível usar a internet para ganhar clientes? Confira! 

Esse conteúdo foi parte da primeira edição da Semana Digital FEIMEC. Saibam mais sobre o evento no site.